21:57 23 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Theresa May, primeira-ministra do Reino Unido

    Primeira-ministra britânica Theresa May anuncia demissão (VÍDEO)

    © AP Photo / Frank Augstein
    Europa
    URL curta
    8121

    Na sexta-feira (24), a primeira-ministra britânica Theresa May anunciou que abandona a liderança do Partido Conservador em 7 de junho. Isso significa que May deve igualmente abandonar o cargo de primeira-ministra do país.

    A primeira-ministra britânica Theresa May anunciou que vai abandonar a liderança do Partido Conservador do Reino Unido em 7 de junho. Além disso, ela declarou à rainha Isabel II que continuará exercendo o cargo da primeira-ministra até que um sucessor seja escolhido.

    "Eu sei que o Partido Conservador pode se renovar nos próximos anos, que podemos realizar o Brexit e servir o povo britânico com políticas inspiradas em nossos valores",declarou ela.

    May continuará exercendo o cargo de primeira-ministra interina até que seja escolhido um sucessor, processo que, provavelmente, levará várias semanas.

    O novo líder do Partido Conservador se tonará o próximo primeiro-ministro do Reino Unido, sem necessidade de organizar eleições gerais.

    Os rumores sobre a possível demissão de May estavam circulando há muito tempo, mas eles se intensificaram nos últimos dias, depois que membros de seu gabinete se voltaram contra ela, após a proposta de fazer um segundo referendo sobre o Brexit em maio.

    Até agora, a premiê conseguiu resistir à crescente pressão sobre sua liderança em declínio, dizendo que, enquanto estiver no comando, é seu "dever" tentar obter o acordo sobre o Brexit através do Parlamento britânico. Entretanto, seu novo plano sobre o Brexit suscitou uma forte reação negativa mesmo por parte daqueles que antes a apoiavam.

    Mais:

    Theresa May demite secretário de Defesa após vazamento de investigação contra a Huawei
    Theresa May diz que quer retirar Reino Unido da UE antes de 31 de outubro
    Tags:
    Reino Unido, demissão, Partido Conservador, Theresa May, Brexit
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar