22:48 23 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Mike Pompeo, diretor da CIA

    Pompeo: para 'conter' a Rússia, EUA devem impedir a construção do gasoduto Nord Stream 2

    © AFP 2019 / Jim Watson
    Europa
    URL curta
    23717

    O secretário de Estado dos EUA, Mike Pompeo, atacou mais uma vez o projeto do gasoduto Nord Stream 2, alegando que a Rússia o quer como "alavanca" na Europa, e prometeu continuar os esforços para interrompê-lo.

    Pompeo, conhecido por sua crítica vocal ao projeto do gasoduto, abordou o assunto ao dar um discurso no Centro de Estudos Políticos, em Londres, na quarta-feira.

    "A Rússia quer que o Nord Stream 2 use energia como alavanca na Europa. Não devemos permitir que continue", afirmou Pompeo, enquanto elogiava a estreita relação entre os EUA e o Reino Unido.

    O gasoduto, construído pela empresa russa Gazprom em parceria com cinco empresas europeias de energia no mar Báltico, foi repetidamente criticado por Washington e outros países, incluindo Kiev. As críticas incluíram especulações de que o novo gasoduto traria a quantidade de gás de trânsito russo — e lucros dele — a zero para as autoridades ucranianas.

    Altos funcionários dos EUA, incluindo Pompeo, alertaram repetidamente a Europa sobre as supostas ameaças que a rede Nord Stream 2 tem, alegando que isso iria aprofundar a dependência da União Europeia (UE) da energia russa. Apesar da pressão dos EUA, a Europa — a Alemanha, a principal parceira do projeto — não cedeu e a construção do gasoduto, que deve fornecer trânsito para 70% das vendas de gás russo para a UE, continua.

    Embora as preocupações de Washington sobre a "dependência" da UE em relação à Rússia pareçam verdadeiras, os EUA têm procurado ativamente obter sua própria participação no mercado europeu de energia, tentando vender mais de seu gás natural liquefeito (GNL).

    Mais:

    Especialistas: EUA usam duplos padrões quando criticam Nord Stream 2
    Especialista: pressão dos EUA contra Nord Stream 2 e Rússia na Europa é inútil
    Oficial sênior: Governo alemão não tem premissa legal para interferir no Nord Stream 2
    Tags:
    soberania, energia, comércio, gás, Nord Stream 2, União Europeia, Mike Pompeo, Alemanha, Europa, Ucrânia, Rússia, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar