19:53 24 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Equipe de segurança próximo a logo da Huawei durante lançamento do MateBook em Pequim.

    China pede que Reino Unido resista à pressão e use equipamentos Huawei em redes 5G

    © AP Photo / Mark Schiefelbein
    Europa
    URL curta
    13191

    A gigante da tecnologia Huawei deve ser permitida a ajudar na melhora nas comunicações do Reino Unido, disse o embaixador chinês no país neste domingo (28).

    Em artigo publicado no Sunday Telegraph, o embaixador Liu Xiaoming argumenta que as autoridades britânicas devem atuar de forma independente e "de acordo com seus interesses nacionais".

    "Quando se trata da criação da nova rede 5G, o Reino Unido está em condições de fazer o mesmo novamente, resistindo à pressão, trabalhando para evitar interrupções e tomando a decisão certa independentemente e de acordo com seus interesses nacionais e de acordo com sua necessidade de desenvolvimento a longo prazo", escreveu Liu.

    Os Estados Unidos pressionam os aliados para que excluam a Huawei das redes 5G. Washington sustenta que a empresa irá repassar para a inteligência chinesa dados confidenciais. 

    Representantes da Huawei negam qualquer risco de segurança, dizendo que a fabricante de equipamentos de tecnologia não tem vínculo com o governo chinês e opera como qualquer outra empresa internacional.

    Mais:

    Presidente da Huawei nega espionagem para governo chinês
    Huawei processa EUA por lei que proíbe governo de usar equipamentos da marca
    'Hipócrita, imoral e injusto', diz China sobre posição dos EUA em relação à Huawei
    Departamento de Justiça dos EUA anuncia que pedirá a extradição da CFO da Huawei ao Canadá
    Huawei é 'ameaça' à segurança, diz vice-presidente dos EUA
    União Europeia ignora recomendação dos EUA de banir Huawei de redes 5G
    CIA acusa Huawei de ser financiada por autoridades governamentais chinesas
    EUA mostram comportamento de perdedor, diz presidente da Huawei
    Universidades dos EUA encerram parcerias com a Huawei
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar