18:06 13 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Participantes de ato em apoio à independência da Catalunha em Barcelona (arquivo)

    Autoridades da Catalunha aceitam remover símbolos pró-independência

    © Sputnik / Javier Luengo
    Europa
    URL curta
    211
    Nos siga no

    Os símbolos de apoio à independência da Catalunha e aos políticos catalães presos serão tirados dos prédios governamentais por conta das próximas eleições, apesar da resistência do presidente da região, Quim Torra, conforme anunciou o governo regional nesta quarta-feira.

    A Comissão Eleitoral Central da Espanha solicitou às autoridades catalãs que removam as fitas amarelas, de apoio aos independentistas encarceradas, e as bandeiras separatistas dos edifícios públicos antes das eleições locais, regionais, gerais e europeias programadas para os meses de abril e maio. 

    "O governo decidiu que, apesar de sua vontade política, agirá de acordo com as recomendações do Sindic de Greuges [ombudsman local], mantendo seu pleno respeito à liberdade de expressão… O chefe do governo reitera que ele não daria nenhuma instrução requerida pela Comissão Eleitoral Central", disseram as autoridades regionais em um comunicado publicado nesta noite.

    Em outubro de 2017, a Catalunha realizou um referendo de independência, no qual mais de 90% dos eleitores apoiaram a separação da região do resto da Espanha. Madri, no entanto, se recusou a reconhecer os resultados do pleito, dissolveu os órgãos administrativos regionais e impôs um domínio direto sobre a Catalunha. Além disso, vários líderes do movimento pró-independência foram processados sob várias acusações, incluindo apropriação indébita e rebelião. A autonomia da região foi restaurada com a chegada de Quim Torra ao poder, em meados do ano passado.

    Mais:

    Governo espanhol pode mudar constituição por 'solução na Catalunha'
    Puigdemont será novamente candidato à presidência da Catalunha
    Messi e companheiros são acusados por cientistas de provocar terremoto na Catalunha
    Tags:
    separação, autonomia, independência, eleições, Quim Torra, Madri, Barcelona, Espanha, Catalunha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar