05:59 23 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Movimentação na penitenciária de Alencon, em Condé-sur-Sarthe, comuna da região francesa da Normandia

    Detento radicalizado ataca guardas em prisão da França

    © AFP 2019/ JEAN-FRANCOIS MONIER
    Europa
    URL curta
    1 0 0

    Um detento supostamente ligado ao grupo terrorista Daesh atacou dois guardas e pegou sua própria esposa como refém em uma penitenciária da região da Normandia, no noroeste da França, nesta terça-feira, 5.

    Michael Chiolo, de 27 anos, teria esfaqueado os agentes aos gritos de "Allahu Akbar!" antes de se trancar em uma sala da prisão com a mulher, que se encontra grávida e seria a responsável por levar a faca para o criminoso. 

    ​O incidente, ocorrido em uma instituição da comuna de Condé-sur-Sarthe, no departamento de Orne, durou horas e terminou com a detenção do alegado extremista por policiais das forças especiais, pouco depois de testemunhas relatarem ter ouvido explosões no local. 

    "18h39: outras detonações são ouvidas."

    De acordo com a BFMTV, Chiolo foi sentenciado em 2014 a 30 anos de reclusão por sequestro e tortura, crimes que teriam levado à morte de uma pessoa de 80 anos, que, no passado, havia sido uma vítima em um campo de concentração nazista. ​

    Mais:

    Detentos norte-americanos realizam greve para acabar com 'complexo prisional de escravos'
    35 detentos morrem em rebelião na Venezuela
    Rebelião termina em presídio de Japeri com liberação de reféns
    Após intervenção, rebelião é deflagrada em presídio no Rio
    Tags:
    detento, prisão, penitenciária, Daesh, Michael Chiolo, Condé-sur-Sarthe, Orne, Normandia, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar