16:18 16 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Papa Francisco pede orações pelo Brasil durante audiência no Vaticano

    Papa Francisco celebra a maternidade na primeira missa do Ano Novo

    © AP Photo / Tony Gentile
    Europa
    URL curta
    0 10
    Nos siga no

    O Papa Francisco iniciou o novo ano com uma ode à maternidade, lembrando aos fiéis que o exemplo e o abraço de uma mãe é o único antídoto para o mundo desconectado da solidão e da miséria de hoje.

    A missa oficiada pelo pontífice nesta terça-feira na Basílica de São Pedro começou formalmente em 2019. Em sua homilia, Francisco exortou os católicos a serem guiados novamente enquanto as mães guiam seus filhos.

    "Precisamos aprender com as mães que o heroísmo é mostrado em auto-entrega, força na compaixão, sabedoria na mansidão", declarou.

    O ano novo vem depois de um desastroso 2018 para o papa, que começou com a eclosão de um escândalo por abuso sexual e terminou com a surpreendente demissão do porta-voz do Vaticano e seu vice em uma demonstração de discórdia e disfunção dentro da Santa Sé.

    'Política não é apenas para os governantes'

    O papa também falou sobre a política, que não é reservada apenas para aqueles que governam, mas deve envolver todos, segundo o pontífice.

    "Nós não pensamos que a política é reservada apenas para os governantes", afirmou. "Somos todos responsáveis pela vida da 'cidade', pelo bem comum; e a política também é boa na medida em que cada um desempenha seu papel no serviço da paz".

    A fala se deu diante de uma multidão na praça de São Pedro da janela do palácio apostólico no 52º Dia Mundial da Paz, introduzido pelo papa Paulo VI.

    Mais:

    Papa Francisco reprova pena de morte em todos os casos em novo entendimento da Igreja
    'Você é gay e Deus te ama assim', diz Papa Francisco a homem abusado por padre chileno
    Papa Francisco destaca conflitos na Ucrânia e no Oriente Médio em mensagem de Páscoa
    Tags:
    política, maternidade, cristianismo, religião, Ano Novo, Papa Francisco, Vaticano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar