16:57 14 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Protesto dos coletes amarelos contra o aumento dos preços da gasolina em Paris, França

    Protestos na França deixam 80 feridos, incluindo 15 policiais

    © Sputnik / Irina Kalashnikova
    Europa
    URL curta
    410

    O número de feridos nos protestos chamados de "coletes amarelos" contra o aumento de preços de combustíveis na França, subiu para 80 pessoas, segundo a mídia local.

    Esse número inclui 15 policiais, disse a emissora BFMTV. Mais de 180 pessoas foram presas em paris durante os protestos, ainda de acordo com a emissora.

    O canal ainda reportou que mais de 10 carros foram queimados pelos manifestantes em Paris.

    O ministro do Interior da França, Cristophe Castaner, condenou a onda de violência durante os protestos e chamou os ataques contra os policiais de ofensa contra a república francesa.

    Os protestos dos "coletes amarelos" têm sido realizados na França desde o dia 17 de novembro.

    No final de 2017, o governo francês aprovou a decisão de aumentar os impostos diretos sobre a gasolina e o diesel.

    Os preços do diesel aumentaram cerca de 23% desde o começo deste ano. Já a gasolina teve sumentos de 15%. Os preços devem subir ainda mais em janeiro.

    O presidente francês, Emmanuel Macron, ressaltou, comentando os protestos, que as autoridades do país não farão revisões sobre os preços dos combustíveis.

    Mais:

    Desavença entre Trump e Macron pode estar por detrás dos protestos violentos na França?
    Protestos na França: polícia prende 130 pessoas em todo o país
    França impõe proibições de viagens a 18 sauditas por morte de Khashoggi
    Melhores fotos da semana em que 'coletes amarelos' paralisaram movimento por toda a França
    Tags:
    Protestos na França, BFMTV, Cristophe Castaner, Emmanuel Macron, Paris, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik