11:48 14 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Fluxos de lava durante uma erupção do vulcão Etna na Itália

    'Colapso catastrófico' do Etna pode provocar tsunami devastador na Europa

    © AP Photo / Salvatore Allegra
    Europa
    URL curta
    282

    O maior vulcão ativo da Europa está deslizando em direção ao mar a uma velocidade de alguns centímetros por ano, alerta uma nova pesquisa científica.

    Uma nova pesquisa assegura que o flanco sudeste do monte Etna, na ilha italiana da Sicília, desliza para o mar Jônico à velocidade de alguns centímetros por ano e que isso poderá levar a um colapso com consequências catastróficas.

    Anteriormente, esse movimento foi atribuído principalmente ao aumento do magma no interior do vulcão. No entanto, o novo estudo da equipe de cientistas liderada por Morelia Urlaub, do Centro Helmholtz para Investigação Oceânica em Kiel (Alemanha), baseado em mediações de uma vasta gama de dados, mostra que a causa do afundamento do vulcão no mar é a gravidade.

    Ao mesmo tempo, é verdade que a pressão do magma no seu interior também desempenha um papel no afundamento do Etna em direção ao mar, mas os pesquisadores acreditam que o seu efeito é menor.

    "Não podemos excluir que o movimento do flanco evolucione até um colapso catastrófico, o que significa que o movimento de um flanco do Etna representa um perigo maior do que se pensava antes. Tal perigo de colapso pode ser subestimado em outros vulcões localizados nas zonas costeiras e ilhas oceânicas, onde a dinâmica dos flancos submersos é desconhecida ", escrevem os pesquisadores em seu estudo intitulado "Colapso Gravitacional do Flanco Sudeste do Etna", publicado na revista Science Advances.

    Se esse fenômeno ocorrer, poderia causar ondas devastadoras que colocariam as regiões vizinhas em risco, alertam os especialistas.

    "Os colapsos catastróficos de vulcões insulares ou costeiros […] representam a maior ameaça já que o desmoronamento repentino de grandes quantidades de material na água pode causar tsunamis com efeitos extremos".

    Além disso, Urlaub assegura que há o perigo de que o deslizamento acelere, mas é impossível saber quando acontecerá. "Estamos monitorando o Etna na costa por aproximadamente 30 anos, mas 30 anos não é nada comparado com a idade do vulcão, que tem 500.000 anos. [A aceleração] pode acontecer em 10, 100 ou 100.000 anos, não podemos sabê-lo", disse o cientista, acrescentando que a única coisa que pode ser feita é "estarmos conscientes" desse perigo e monitorar a parte instável.

    Mais:

    NASA encontra evidências de novo vulcão ativo em satélite de Júpiter (FOTO)
    Piloto grava lago de lava borbulhante ao pairar de tirolesa sobre vulcão (VÍDEO)
    Fortíssima erupção de vulcão aterroriza moradores da ilha indonésia de Bali (FOTOS, VÍDEO)
    Efeito arrepiante: erupção do vulcão no Havaí faz desvanecer um lago (VÍDEO)
    Tags:
    mar, colapso, catástrofe, deslizamento, tsunami, vulcão, Monte Etna, Sicília, Europa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik