03:56 29 Março 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    101
    Nos siga no

    Um jovem macedônio foi acusado de insultar eleitores e atacar policiais em uma seção eleitoral de Skopje, capital do país, durante o pleito para decidir o novo nome do país neste domingo, segundo informou o Ministério do Interior da Macedônia.

    "Na seção eleitoral na escola de Lazo Angelovski, em Skopje, um cidadão de 22 anos violou a ordem pública. Ele insultou cidadãos e agrediu fisicamente policiais. Ele foi detido e levado para a delegacia", afirmou o porta-voz do ministério, Toni Angelovski, em declarações à imprensa. 

    Ainda de acordo com as autoridades, ao menos outros seis incidentes foram registrados no país durante a votação de hoje, incluindo fotografias ilegais e ataques verbais contra eleitores. 

    Neste domingo, a Macedônia realiza um referendo sobre o acordo para renomear o país, defendido por vários políticos ocidentais, que visitaram a Macedônia para pedir à população que apoie o acordo. Entretanto, segundo especialistas, vários eleitores pretendem boicotar a votação. 

    O acordo em questão foi firmado com a Grécia com o objetivo de mudar o nome do país para Macedônia do Norte, abrindo caminho para sua adesão à Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan). A disputa sobre o nome do país ocorre desde o início dos anos 1990, quando a Macedônia declarou independência da Iugoslávia. De acordo com a Grécia, o nome atual, República da Macedônia, refletiria ambições territoriais de Skopje sobre a província grega da Macedônia, motivo que levou Atenas a bloquear a tentativa do país vizinho de entrar na OTAN.

    Mais:

    Colômbia vota em referendo contra a corrupção
    Assessor do Kremlin diz que Putin e Trump discutiram realização de um referendo em Donbass
    Britânicos acusam George Soros de interferir em favor de um 2° referendo Brexit
    Novo nome da Macedônia gera protestos nas ruas do país
    Tags:
    referendo, OTAN, Europa, Atenas, Skopje, Grécia, Macedônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar