22:10 19 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Soldados norte-americanos treinam militares ucranianos durante exercícios perto de Lvov

    Base permanente dos EUA na Polônia será símbolo de ocupação do país, diz deputado russo

    © AP Photo / Andrew Kravchenko, Pool
    Europa
    URL curta
    832

    A futura base militar permanente dos EUA na Polônia, já batizada em homenagem ao líder americano Donald Trump, se tornará símbolo da ocupação do Estado polonês, disse Aleksandr Sherin, vice-presidente do Comitê de Defesa da Duma de Estado.

    O presidente da Polônia Andrzej Duda propôs, brincando, batizar a base permanente dos EUA na Polônia de "Forte Trump".

    "Isto é uma coisa inacreditável, quando em um território independente se tenta dar o nome […] a uma base militar, que é o símbolo da ocupação territorial de qualquer Estado", declarou Sherin à Sputnik.

    Segundo o parlamentar, a Polônia, ao instalar uma base militar permanente dos EUA em seu território, está tentando, entre outras coisas, "alfinetar" a Rússia.

    "Em vez [da Polônia] se comportar como um país digno e independente, está tentando nos ferir. Mas isto não ofende de nenhuma forma a Rússia", salientou.

    Entretanto, o vice-ministro da Defesa polonês, Tomasz Shatkovsky, acredita que a criação de instalações militares permanente dos EUA na Polônia acabará mudando o panorama geopolítico europeu.

    "A nova base norte-americana, que contém elementos clássicos de presença permanente, mudaria o cenário geopolítico da Europa", disse Shatkovsky em comunicado da agência PAP.

    Segundo o vice-ministro, uma base estadunidense permanente "terá uma influência político-estratégica e também puramente militar, através do aumento do potencial das tropas já presentes e, naturalmente, aumentando a capacidade de receber futuramente novas forças".

    Na terça-feira (18), o presidente dos EUA disse que os EUA estão considerando a proposta polonesa de implantar uma base americana permanente na Polônia.

    Recentemente, a Polônia sugeriu que os Estados Unidos implantassem uma divisão blindada americana permanente, assumindo Varsóvia os custos, avaliados em cerca de 1,5 a 2 bilhões de dólares.

    Nos últimos tempos, o assunto sobre a suposta ameaça militar por parte da Rússia está sendo discutido ativamente na Polônia. Devido a isso, Varsóvia aumentou acentuadamente o número de efetivos de seu Exército, tendo passado a albergar um batalhão de combate da OTAN, além de brigadas blindadas do Exército dos EUA.

    De acordo com o ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, a OTAN sabe que a Rússia nunca atacará nenhum país que faça parte da aliança, e que a OTAN se aproveita da ocasião para deslocar mais equipamentos e batalhões para perto das fronteiras russas.  

    Mais:

    Polônia decide acelerar processo de compra de sistema de mísseis dos EUA
    Avião MiG-29 da Força Aérea da Polônia sofre acidente, piloto morre
    Vitelo mutante de 2 cabeças nasce na Polônia (FOTO)
    Polônia recua após críticas e revê prisões com controversa lei do Holocausto
    Tags:
    ocupação, ameaça, permanente, base militar, OTAN, Donald Trump, EUA, Polônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik