05:57 16 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    Papa Francisco durante uma oração com o Pallium, na Basílica de São Pedro en 29 de junho de 2016

    Papa Francisco reprova pena de morte em todos os casos em novo entendimento da Igreja

    © AP Photo / Gregorio Borgia
    Europa
    URL curta
    313

    O Papa Francisco aprovou nesta quinta-feira emendas ao Catecismo da Igreja Católica sobre a inadmissibilidade da pena de morte, prometendo lutar pela proibição mundial da pena capital, disse a Santa Sé.

    O artigo 2267 do Catecismo da Igreja Católica costumava reconhecer a pena de morte como uma resposta apropriada à gravidade de certos crimes e como meio de salvaguardar o bem comum. Ao mesmo tempo, o sexto mandamento da Bíblia proíbe qualquer forma de assassinato.

    "O novo texto, seguindo os passos do ensino de João Paulo II em Evangelium vitæ, afirma que acabar com a vida de um criminoso como castigo por um crime é inadmissível porque ataca a dignidade da pessoa, uma dignidade que não se perde nem Depois de ter cometido os crimes mais graves", informou a Santa Sé em uma carta aos bispos sobre a nova revisão do artigo 2267.

    A Igreja Católica promete lutar pela abolição da pena de morte em todo o mundo.

    "A Igreja […] trabalha com determinação pela abolição da pena de morte em todo o mundo", acrescentou a Santa Sé.

    O Catecismo da Igreja Católica foi preparado em 1985 pela Segunda Assembleia Geral Extraordinária do Sínodo dos Bispos e finalmente adotado pelo papa João Paulo II em 1992.

    Mais:

    Trump defende pena de morte para assassinos de policiais
    Índia aprova pena de morte a estupro de menores de 12 anos
    Alexandre Frota pede 'pena de morte perpétua' e vira piada no Twitter
    Tags:
    direitos humanos, catolicismo, pena de morte, Igreja Católica, Papa João Paulo II, Papa Francisco, Vaticano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik