07:30 06 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Tubulações para construção do gasoduto Nord Stream 2, Alemanha, 28 de fevereiro de 2018

    AfD: 'Trump não tem o direito de interferir nos assuntos da Alemanha ligados ao gás russo'

    © REUTERS / Axel Schmidt
    Europa
    URL curta
    2160
    Nos siga no

    O presidente dos EUA, Donald Trump, não pode se envolver nos assuntos internos da Alemanha em relação aos contratos com a Rússia, disse à Sputnik o vice-presidente do partido Alternativa para a Alemanha (AfD) no Bundestag, Roland Hartwig.

    "O presidente dos EUA não tem o direito de se envolver em questões de soberania nacional alemã", disse Hartwig. "Não há absolutamente nenhuma necessidade de a Alemanha reconsiderar seu apoio ao projeto Nord Stream 2".

    O político enfatizou que as críticas de Trump à Alemanha sobre sua dependência do petróleo e gás russo "devem ser fortemente rejeitadas".

    Hartwig acrescentou que os Estados Unidos estavam preocupados com qualquer reaproximação entre a Rússia e a Alemanha durante décadas, temendo que "isso pudesse diminuir a importância econômica e militar dos EUA para a Europa".

    No começo do dia, o presidente russo Vladimir Putin disse ter assegurado a Trump que a Rússia está pronta para manter o trânsito de gás pela Ucrânia em resposta às preocupações do americano de que a implementação do projeto Nord Stream 2 sinalizaria o fim da rota da Ucrânia.

    Cúpula na Finlândia terá pouco impacto nas relações russas com a UE

    É improvável que ela traga um impacto positivo nas relações UE-Rússia no curto prazo, pois alguns líderes da UE são céticos sobre Trump, argumenta o parlamentar. 

    "Com certeza, este foi um primeiro passo importante para a normalização das relações EUA-Rússia e estou muito confiante de que outros seguirão em breve. Estou muito preocupado que este desenvolvimento positivo não terá um impacto nas relações UE-Rússia a curto prazo. A UE — impulsionada principalmente pelo governo alemão — permanece muito cética sobre as iniciativas políticas de Trump, que não são consideradas em geral como bem fundamentadas e equilibradas ", disse Hartwig.

    Na semana passada, Trump criticou a Alemanha por depender do gás russo e do apoio ao gasoduto Nord Stream 2. O presidente americano também declarou considerar inaceitável que a Alemanha esteja pagando bilhões pelo gás russo e planejando construir um novo gasoduto em parceria com Moscou, enquanto os Estados Unidos os defende como um aliado da OTAN, gastando muito mais do que Berlim em Defesa.

    Tags:
    Nord Stream 2, Alternativa para a Alemanha, OTAN, Vladimir Putin, Roland Hartwig, Donald Trump, Europa, Estados Unidos, Alemanha, Rússia, Helsinque, Finlândia, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar