06:06 22 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Helicóptero Mi-8 participando das manobras Clever Ferret 2010 na Hungria (foto de arquivo)

    OTAN quer livrar aliados do equipamento militar soviético?

    © AP Photo/ Szilard Koszticsak
    Europa
    URL curta
    8619

    Os países-membros da OTAN acordaram retirar de serviço o equipamento militar soviético e de produção russa que foi herdado por uma série de países, diz a declaração aprovada após o primeiro dia da cúpula.

    O documento estipula que, para "superar os desafios da situação que está mudando" são necessários "forças e meios operacionalmente compatíveis e que estejam em estado de alta prontidão".

    Ministério das Relações Exteriores da Rússia na Praça Smolenskaya-Sennaya, Moscou
    © Sputnik / Natalia Seliverstova
    Por este fim, a aliança planeja "aumentar a compatibilidade operacional das forças armadas, trabalhar para resolver de maneira adequada o problema da dependência existente do equipamento militar de fabricação russa".

    "Vamos continuar a introduzir inovações e a apoiar a nossa supremacia tecnológica", diz-se na declaração.

    Os líderes da aliança constataram que há novas ameaças de mísseis de cruzeiro e disseminação de tecnologias relacionadas, por isso vão "acompanhar os acontecimentos que possam ter influência na segurança da aliança".

    Entre as tecnologias relacionadas, foram mencionados os drones, que podem afetar a segurança da OTAN.

    Mais:

    Trump causou mais danos à OTAN do que URSS e presidentes anteriores, diz ex-embaixador
    Stoltenberg: OTAN manterá presença no Mar Negro
    Caso de 'psiquiatria': especialista sobre planos do militar estoniano de vencer a Rússia
    Tags:
    forças armadas, equipamento militar, cúpula, OTAN, Rússia, União Soviética, Europa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik