18:26 22 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Morrissey se apresenta durante o Firefly Music Festival em Dover (Arquivo)

    Morrissey cancela turnê europeia em protesto contra prisão de ativista da extrema direita

    © AP Photo / Amy Harris/Invision
    Europa
    URL curta
    354

    O cantor está no centro de uma polêmica após criticar os principais partidos políticos do Reino Unido por supostamente limitarem a liberdade de expressão ao aprisionar o co-fundador e extremista de direita, Tommy Robinson.

    O renomado cantor britânico Morrissey anunciou o cancelamento das datas de sua turnê pelo Reino Unido e outros países europeus citando "problemas logísticos além do controle" em sua página oficial no Facebook. 

    A mensagem também garantiu que os fãs que já compraram os ingressos receberiam um reembolso total. O cantor prometeu anunciar novas datas da turnê posteriormente.

    A notícia inesperada vem em meio à reação pública do cantor sobre seu apoio a Tommy Robinson, o co-fundador e ex-diretor da Liga de Defesa Inglesa (EDL na sigla em inglês). Morrissey acusou o Partido Trabalhista e os Conservadores de limitar a liberdade de expressão ao prender o ativista.

    Robinson foi acusado de violar uma restrição de reportagem quando fez uma transmissão ao vivo fora da Corte Real de Leeds. A corte julgava um caso de "abusadores de crianças", homens muçulmanos que teriam supostamente estuprado crianças não-muçulmanas ao longo de vários anos.

    Crítico do islamismo, Robinson (cujo nome verdadeiro é Stephen Christopher Yaxley-Lennon) é conhecido das autoridades britânicas. Ele é dono de uma longa ficha criminal que inclui condenações por violência em estádios, falsidade ideológica (o ativista tentou viajar com documentos falsos), fraude hipotecária e agressão a policiais. 

    Robinson cumpria liberdade condicional por crime de ofensa cometido em Canterbury e foi preso por violar os termos da sentença ao ultrapassar limites de segurança do tribunal. Ele foi imediatamente preso e julgado. Os críticos da decisão alegam que ele teve negado seu direito a um advogado e a justiça determinou sigilo quanto à sentença, fazendo com que o caso permanecesse longe do escrutínio público por várias semanas.

    Os defensores de Robinson organizaram uma petição on-line para que ele seja libertado da prisão. Já são mais de 627 mil assinaturas coletadas. A descrição da petição diz que ele foi condenado por "reportar sobre gangues de muçulmanos" e "informar o público sobre todos os erros cometidos em nome de Alá".

    Os shows do cantor no Brasil, porém, continuam confirmados. Morrissey se apresenta na Fundação Progresso, Rio de Janeiro, no dia 30 de novembro e no Espaço das Américas, em São Paulo, no dia 2 de dezembro.

    Tags:
    Fundação Progresso, Espaço das Américas, Corte Real de Leeds, Liga de Defesa Inglesa (EDL), Conservadores, Partido Trabalhista britânico, Morrissey, Tommy Robinson, Stephen Christopher Yaxley-Lennon, Canterbury, Leeds, São Paulo, Reino Unido, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik