13:41 25 Maio 2018
Ouvir Rádio
    British Union flag waves in front of the Elizabeth Tower at Houses of Parliament containing the bell know as Big Ben in central London

    Mais de 60% dos cidadãos do Reino Unido preferem que Parlamento vote intervenção na Síria

    © AP Photo / Matt Dunham
    Europa
    URL curta
    Trump ameaça atacar a Síria (34)
    1056

    Mais de 60% dos cidadãos do Reino Unido acreditam que uma votação parlamentar sobre a possibilidade de Londres se unir aos Estados Unidos em sua possível ação militar contra a Síria deveria ser realizada, mostrou uma pesquisa do instituto YouGov na quinta-feira.

    "Seis em cada dez britânicos (61%) dizem que deve ser necessário que o Parlamento vote primeiro se o Reino Unido participa de uma ação militar na Síria — 18% dizem que não deveria ser necessário que o Parlamento votasse a questão", afirmou. pollster escreveu no Twitter sobre os resultados de sua pesquisa.

    Vinte e um por cento dos entrevistados disseram que não sabiam se era necessário realizar uma votação parlamentar sobre se Londres deveria se engajar nas ações militares contra a Síria.

    A pesquisa foi realizada entre 3.230 adultos no Reino Unido.

    A possibilidade de um ataque militar à Síria foi discutida pelos Estados Unidos e seus parceiros, particularmente a França e o Reino Unido, após relatos de um suposto ataque de armas químicas na cidade síria de Duma. Os Estados Unidos e a União Européia culparam o incidente em Damasco, que refutou as acusações.

    O Gabinete do Reino Unido concordou em uma reunião na quinta-feira que o governo do presidente sírio Bashar Assad era altamente responsável pelo suposto ataque químico e que a primeira-ministra Theresa May deveria coordenar a resposta ao incidente com os Estados Unidos e a França.

     

    Tema:
    Trump ameaça atacar a Síria (34)

    Mais:

    Prioridade imediata na Síria é 'evitar uma guerra', diz embaixador russo à ONU
    Antes de atacar a Síria, 'é vital' consultar o Parlamento, diz líder trabalhista britânico
    Ameaças ocidentais só aumentam a instabilidade na Síria, diz Assad
    É guerra? Premiê britânica discute com gabinete possível ataque contra Síria
    Novo secretário de Estado dos EUA quer 'resposta dura' contra a Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik