23:30 19 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Pessoas carregando um cartaz com uma foto de Mireille Knoll enquanto marcham em silêncio durante uma amnifestação contra o anti-semitismo em Paris, França.

    Franceses vão às ruas após assassinato de sobrevivente do Holocausto

    © AP Photo / Thibault Camus
    Europa
    URL curta
    533

    Uma manifestação em homenagem à memória da judia Mireille Knoll, de 85 anos, foi realizado em Paris nesta quarta-feira (28).

    Mireille, uma sobrevivente do Holocausto, foi morta a facadas na semana passada, possivelmente por motivos anti-semitas, segundo relata um correspondente da Sputnik.

    O corpo de Knoll foi encontrado na sexta-feira (23) passada. Após esfaqueá-la, os agressores tentaram incendiar seu apartamento. A polícia deteve dois jovens e os acusou de assassinato.

    A manifestação em Paris foi organizada pelo Conselho das instituições judaicas na França. Os participantes usaram adesivos com uma foto de Knoll e alguns trouxeram rosas brancas. Vários membros do governo francês participaram da manifestação, incluindo o ministro do Interior, Gerard Collomb e o presidente Emmanuel Macron. Também participou da manifestação a líder do partido Frente Nacional, Marine Le Pen.

    Os manifestantes marcharam em direção à casa da falecida. Manifestações semelhantes foram realizados em várias outras cidades francesas.

    Mais:

    Daesh reivindica ataques no sul da França
    Pessoas são tomadas como reféns em supermercado na França (FOTOS)
    'Humilhação nacional': passaportes britânicos pós-Brexit podem ser fabricados na França
    Tags:
    holocausto, manifestação, Gerard Collomb, Mireille Knoll, Paris, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik