15:36 25 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Lisboa, Portugal

    Marroquino está detido em Portugal por recrutar jovens para Daesh

    Bianka Petrovics
    Europa
    URL curta
    520

    Um homem de origem marroquina é acusado pela prática de vários crimes e de recrutar jovens para a organização terrorista Daesh, informa a Procuradoria-Geral da República Portuguesa.

    Segundo o jornal Diário de Notícias, o marroquino agia principalmente junto ao Centro Português de Refugiados, onde persuadia jovens de sua nacionalidade a aderirem ao Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia e em outros países). Entre os recrutados havia um cidadão marroquino que já tinha sido detido na França por ter participado da tentativa de um ataque terrorista em solo francês.

    Pesam sobre o marroquino acusações de crime por adesão a organização terrorista internacional, uso de documento falso e financiamento de terrorismo.

    Abdessalam Tazi, de 63 anos, seria o líder de uma célula de recrutamento de jovens baseada em Aveiro. Ele foi detido na Alemanha em 2016 por crimes não relacionados ao terrorismo e consequentemente transferido para prisão preventiva em Monsanto, Portugal.

    Ainda de acordo com a Procuradoria-Geral, o acusado será indiciado por utilização de cartões de créditos falsificados e obtenção de fundos para financiamento de atividades relacionadas ao terrorismo.

    Durante a investigação, as autoridades francesas emitiram um mandato de detenção europeu para entrega oportuna do acusado.

    Mais:

    Embaixador iraquiano: arma russa ajudou a vencer Daesh
    Serviço Federal de Segurança impede atentado terrorista em São Petersburgo
    Ataque terrorista na Nigéria causa pelo menos 22 mortes e deixa 28 feridos
    Grupo terrorista assume responsabilidade por ataque a avião SU-25 russo
    Tags:
    atentado terrorista, jovens, Daesh, Portugal, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik