06:29 17 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Papa Francisco.

    'Doença da humanidade': Papa Francisco pede perdão por católicos que usam prostitutas

    © REUTERS / Giampiero Sposito
    Europa
    URL curta
    312

    O Papa Francisco pediu perdão à sociedade em nome de homens católicos que exploram prostitutas, algo que ele classificou como "tortura", "escravidão" e um "crime contra a humanidade" que decorre de uma "mentalidade doente".

    O papa fez os comentários durante uma sessão aberta de perguntas e respostas em Roma. Blessing Okoedion, uma mulher nigeriana que foi forçada a se tornar uma prostituta nas ruas da Itália, disse ao papa que muitos "clientes" de prostitutas em Roma eram católicos.

    "Eu me pergunto e pergunto-lhe, é possível que uma Igreja que ainda seja muito masculina para poder questionar-se com sinceridade sobre essa alta demanda pelos clientes?", questionou ela.

    O Papa Francisco concordou que era provável que 90% dos homens italianos que buscam prostitutas são católicos e disse que gostaria de "pedir perdão" às mulheres exploradas e à sociedade em geral por "este ato criminoso".

    "Penso no desgosto que essas jovens mulheres devem sentir quando esses homens fazem com que façam qualquer coisa […] Peço perdão a todos os católicos que cometem esse crime", afirmou Francisco. "É escravidão".

    O pontífice disse que acredita que a exploração sexual de mulheres decorre de uma "mentalidade doentia" nas pessoas e o chamou de "crime contra a humanidade". Ele também observou que "não existe um feminismo que tenha conseguido tirar isso da inconsciência" no pensamento social.

    "É uma doença da humanidade, uma doença de olhar para a sociedade de uma certa maneira, um crime contra a humanidade […] Se um jovem tem esse costume, ele deve deixá-lo", orientou o papa, referindo-se a pagar pelo sexo.

    "Ele é um criminoso. Ele pode dizer 'mas Pai, não posso fazer amor?'. Mas isso não é fazer amor. Está torturando uma mulher. Não vamos confundir os termos", acrescentou.

    A sessão de perguntas e respostas com 300 jovens de todo o mundo foi parte da preparação para o encontro de Francisco com os bispos programados para outubro no Vaticano intitulado 'Jovens, Fé e Discernimento da Vocação'.

    Mais:

    'Ganância consumista' ameaça Amazônia, diz Papa Francisco
    Papa Francisco celebra casamento durante voo no Chile
    Papa Francisco diz que mundo está a 'um acidente' de um holocausto nuclear
    Tags:
    católicos, escravidão sexual, pecado, humanidade, prostituição, Igreja Católica, Papa Francisco, Itália, Mundo, Vaticano
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik