00:38 17 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Soldados europeus da OTAN na Europa Oriental

    Moscou: OTAN está criando espaço 'Schengen militar' na Europa

    © AFP 2018 / MICHAL CIZEK
    Europa
    URL curta
    1047

    A OTAN está criando na Europa uma zona "Schengen militar" que visa reduzir ao mínimo o tempo gasto para transferência de tropas até às fronteiras russas, afirmou nesta segunda-feira (12) o vice-ministro da Defesa russo, Aleksandr Fomin, à edição Krasnaya Zvezda.

    Anteriormente, uma fonte diplomática militar em Bruxelas declarou à Sputnik sobre o compromisso entre os ministros da Defesa dos países da Aliança Atlântica para a criação de uma estrutura semelhante a um espaço "Schengen militar" nas fronteiras europeias da OTAN.

    "A nova prioridade da chefia da OTAN é o aperfeiçoamento da infraestrutura logística e de transporte dentro da Europa, a criação de um chamado espaço 'Schengen militar'. Na sua essência trata-se da redução ao mínimo do tempo gasto para deslocação de tropas em direção às fronteiras russas", afirmou Fomin ao jornal.

    O vice-ministro acrescentou que hoje em dia a Aliança está estudando as questões de transporte transatlântico de tropas da OTAN. No território da Europa estão sendo criados depósitos com armas, equipamento militar, munições e alimentos.

    "Até à data, foram criadas reservas de retaguarda necessárias para o desdobramento operacional de um agrupamento adicional de tropas, superando em dezenas de vezes o contingente dos EUA estacionado na Europa. Para organizar a recepção, desdobramento e instalação dos contingentes militares foram criados oito centros de coordenação nos territórios da Polônia, Romênia, Hungria, Bulgária, Eslováquia, Lituânia, Letônia e Estônia", assinalou o general.

    A ideia de criação de um "Schengen militar" foi inicialmente proposta pelo comandante das tropas terrestres dos EUA na Europa, tenente-general Frederick Benjamin Hodges. De acordo com ele, as tropas aliadas e o material bélico devem ser capazes de se deslocar pelo território do continente "de forma tão rápida como os migrantes".

    Hodges frisou que se trata de um "processo extremamente complicado em vários países — obter permissão para deslocar tropas, armamentos, munições, até mesmo comboios humanitários". Por exemplo, a deslocação de tropas norte-americanas da Polônia à Alemanha exige um prazo de notificação de cinco dias.

    Mais:

    Ucrânia dá mais um passo para aderir à OTAN
    Erdogan rebate críticas da OTAN por compra de armamento russo
    General da OTAN desmente mito da 'agressão russa' no Báltico
    Tags:
    Schengen, tropas, OTAN, Ben Hodges, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik