16:01 23 Abril 2018
Ouvir Rádio
    Milos Zeman, presidente da República Tcheca

    Líder tcheco lidera 1° turno, mas terá de enfrentar candidato anti-russo no fim do mês

    © AP Photo / Cliff Owen
    Europa
    URL curta
    131

    O presidente tcheco Milos Zeman terá de encarar o segundo turno, pois ele não conseguiu votos suficientes para vencer, apesar de liderar a primeira rodada das eleições, informou a mídia local neste sábado.

    Depois que os dados de 95% das assembleias de voto foram processados, Zeman garantiu 39,1% dos votos, enquanto o seu principal rival, Jiri Drahos, ex-diretor da Academia das Ciências, ficou em segundo lugar com 26,3%, disse o canal de televisão nacional tcheco.

    A primeira rodada da eleição ocorreu na sexta-feira e no sábado. De acordo com o Escritório de Estatística tcheco, a participação na votação foi de cerca de 60%. O segundo turno da eleição será realizado de 26 de janeiro a 27 de janeiro.

    Zeman promove a cooperação com a China e a Rússia e é contra a aceitação dos refugiados dos países muçulmanos. Drahos, entretanto, argumenta que Praga deve se concentrar na direção euro-atlântica em sua política externa, apelando à manutenção de sanções anti-russas e querendo distanciar-se de uma parceria muito próxima com a China.

    Mais:

    Rússia poderia compensar a Ucrânia pela Crimeia, diz presidente tcheco
    Coronel tcheco: muitos querem protestar contra política da OTAN, mas não têm coragem
    República Tcheca sediará congresso de partidos contrários à imigração
    Tags:
    política, eleições, Jiri Drahos, Milos Zeman, República Tcheca
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik