07:02 28 Março 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    5110
    Nos siga no

    O governo britânico reconheceu ter perdido milhares de documentos ligados a diferentes eventos polêmicos na história do Reino Unido durante o século XX, informou The Guardian.

    Segundo o jornal britânico alguns funcionários dos Arquivos Nacionais, onde eram guardados os papéis, eliminaram os documentos e logo relataram sua perda.

    Alguns dos documentos tratam de tais acontecimentos controversos como a Guerra das Malvinas, o conflito na Irlanda do Norte e o caso da carta Zinoviev, supostamente escrita pelo presidente do Conselho Executivo da Internacional Comunista Grigory Zinoviev, que teria sido usada pela inteligência britânica para derrubar o primeiro governo trabalhista do país. Outros papéis perdidos tinham a ver com assuntos coloniais, como o Mandato Britânico da Palestina entre os anos 1922 e 1948.

    De acordo com os cálculos, foram afetados cerca de mil arquivos. Na maioria dos casos, primeiro foram retirados os documentos abertos ao público e em seguida informaram sobre sua perda, escreve The Guardian, citado pelo RT.

    Alguns arquivos foram prestados à chancelaria britânica. Apesar de ter devolvido a maioria dos documentos emprestados, o ministério comunicou que não pôde localizar alguns destes. A chancelaria se recusou a explicar o motivo da necessidade dos documentos.

    Um porta-voz dos Arquivos Nacionais afirmou que quando reparam na perda de algum documento, medidas necessárias são tomadas para encontrá-lo.

    Porém, historiadores suspeitam que documentos estejam sendo eliminados de propósito para remover certos detalhes sobre alguns episódios mais obscuros da história do país durante o século passado.

    Se ver os dados publicados pelo site oficial dos Arquivos Nacionais, apenas entre 2012 e 2014 desapareceram 327 documentos no total. Ao mesmo tempo, entre 1999 e 2017 o número de documentos perdidos aumentou ainda mais, atingindo 1.607 papéis.

    Mais:

    Tensão no Mar do Norte: fragata britânica escolta navio russo para longe do Reino Unido
    Coreia do Norte: Reino Unido age como 'servo' dos EUA, que serão alvo dos canhões do Norte
    Tags:
    eventos, arquivos, história, Ministério das Relações Exteriores do Reino Unido, Irlanda do Norte, Ilhas Malvinas, Reino Unido
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar