19:52 05 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Siemens vs Crimeia (9)
    230
    Nos siga no

    Tribunal arbitral manteve em vigor a rejeição da demanda de Siemens contra Rostec, informa o correspondente da Sputnik presente no local.

    A primeira demanda foi apresentada por parte da Siemens em 11 de julho e foi rejeitada em 18 de agosto. Em setembro a demanda foi rejeitada pela segunda vez.

    A Siemens declarou que caso a demanda seja satisfeita a desmontagem das turbinas será muito cara e demorará muito tempo. O representante do demandado chamou esses argumentos de "hipotéticos".

    O consórcio alemão recusou comentar os resultados da sessão e se negou a falar de possível apelação da deliberação do tribunal.

    A Siemens havia declarado anteriormente que quatro turbinas, destinadas a uma usina em Taman, tinham sido transferidas para a Crimeia de modo ilegítimo. A empresa propôs resgatar as turbinas e anular o contrato. A Tecnopromexport não concorda com as acusações, sublinhando que as turbinas foram compradas no mercado secundário e passaram por uma modernização importante com uso de tecnologias russas.

    Tema:
    Siemens vs Crimeia (9)

    Mais:

    Sanções da UE quanto ao caso Siemens 'violam direito internacional'
    Sem nenhum problema: produtos da Siemens podem ser substituídos por análogos russos
    Mídia: Alemanha propõe ampliar sanções antirrussas devido ao escândalo em torno da Siemens
    Tags:
    sanções, Siemens, Crimeia, Alemanha, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar