14:02 20 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Carles Puigdemont

    Catalunha denuncia suspensão 'de fato' de seu autogoverno por autoridades espanholas

    © REUTERS / Albert Gea
    Europa
    URL curta
    Referendo independentista na Catalunha (66)
    170

    O presidente catalão, Carles Puigdemont, acusou a Espanha de tentar impedir realização do referendo quanto à autonomia da região depois de buscas e detenções que aconteceram anteriormente.

    Nesta quarta-feira (20), o presidente catalão, Carles Puigdemont, acusou o governo espanhol de suspender de fato a autonomia da região através de ações que visavam impedir realização de referendo para independência da Catalunha.

    "O Estado espanhol suspendeu de fato a autonomia da Catalunha", afirmou Puigdemont na televisão depois de reunião de emergência, realizada pelo governo da Catalunha, por causa da detenção de vários altos cargos catalães pela Guarda Civil espanhola.

    Anteriormente, a polícia da Espanha prendeu 14 oficiais de altos cargos catalães, envolvidos no preparo do refendo sobre a independência da região. 

    As detenções causaram euforia de muitos, levando cerca de duas mil pessoas às ruas de Barcelona, capital da Catalunha, para protestar. 

    Há muitos anos, Catalunha tenta se tornar independente da Espanha. Em 9 de novembro de 2014, cerca de 80% de catalães votaram a favor da independência da Catalunha em referendo. Contudo, a votação não foi reconhecida por Madri.

    No dia 9 de junho, o presidente da região autônoma, Carles Puigdemont, declarou que a Catalunha realizará um referendo unilateral sobre independência no dia 1 º de outubro, apesar das críticas e objeções de Madri.

    Tema:
    Referendo independentista na Catalunha (66)

    Mais:

    Independência da Catalunha: imprensa espanhola vê 'dedo' do Kremlin
    1 milhão de manifestantes marcham em Barcelona pela independência da Catalunha
    Apesar de ataques terroristas, Catalunha mantém plano de referendo sobre independência
    Tags:
    autonomia, referendo, independência, Carles Puigdemont, Catalunha, Espanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik