08:32 12 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Instrutores dos EUA chegam à Ucrânia

    Jornalista ucraniano comunica que Ucrânia recebe armas letais dos EUA

    © Sputnik/ Stringer
    Europa
    URL curta
    846

    A Ucrânia está comprando armamento letal estadunidense via empresas privadas. Foi isso que escreveu na sua página no Facebook o jornalista Yuri Butusov.

    Butusov frisou que a primeira remessa para as Forças Armadas da Ucrânia e Guarda Nacional incluiu fuzis de precisão de calibre 12.7 mm Barrett M82 e M107. Segundo o jornalista, durante os últimos dias, o exército ucraniano recebeu também 100 lançadores de granadas portáteis PSRL-1, comprados em abril de 2017 à empresa norte-americana AirTronic USA.

    O jornalista acredita que as remessas por si mesmas são "modestas". Mas, de acordo com ele, os órgãos federais estadunidenses registraram este contrato, mas não o impediram.

    "Acordos deste tipo aproximam a decisão necessária e há muito esperada por parte dos EUA sobre o fornecimento de armamento letal à Ucrânia no âmbito dos programas estadunidenses da assistência militar", escreveu Butusov.

    Durante os últimos três anos, as autoridades de Kiev fizeram tentativas infrutíferas de receber fornecimentos de armamento letal dos EUA. Hoje em dia, Washington está prestando assistência militar à Ucrânia, mas oficialmente esta inclui apenas fornecimentos de fardamentos, equipamentos e treinamento de combatentes da Guarda Nacional.

    Em julho, o vice-presidente do Estado-Maior Conjunto dos Estados Unidos, general Paul J. Selva, afirmou que o Pentágono continua estudando a questão do fornecimento de armamento letal à Ucrânia. O representante oficial dos EUA na Ucrânia, Kurt Volker, afirmou que Washington está estudando a possibilidade de envio de armas às tropas das Forças Armadas da Ucrânia que participam da operação militar em Donbass.

    Mais:

    Ucrânia reconhece que suas tecnologias de mísseis podem ter ido parar na Coreia do Norte
    Quanto custa à Ucrânia o bloqueio de Donbass?
    Ucrânia rompe acordo com Rússia sobre exportações militares
    Tags:
    fornecimento, Pentágono, Paul J. Selva, Kurt Volker, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik