17:43 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    O presidente russo Vladimir Putin e o presidente francês Emmanuel Macron reuniram-se no Grand Trianon do Palácio de Versalhes em Paris, 29 de maio de 2017

    Presidente da França diz 'respeitar Putin, apesar das diferenças' entre os dois

    © Foto: Russian Presidential Press Office
    Europa
    URL curta
    781320

    O presidente francês, Emmanuel Macron, disse que respeita o presidente russo, Vladimir Putin, apesar de terem desentendidos sobre as questões da Síria e da Ucrânia.

    "Eu respeito Vladimir Putin. Mantivemos uma troca construtiva de pontos de vista. Temos desentendimentos reais, inclusive sobre a Ucrânia, mas ele viu qual é minha posição. Passei muito tempo falando frente a frente [com Putin] sobre questões internacionais, bem como na proteção das organizações não governamentais e [na proteção da] liberdade em seu país… Agora temos a questão da Ucrânia com Vladimir Putin. E a Síria", disse Macron em entrevista concedida a vários jornais europeus.

    Em maio, Macron recebeu o presidente russo Vladimir Putin no Palácio de Versalhes, fora de Paris. Embora não tenha sido feito nenhum avanço durante as negociações, Putin e Macron discutiram um amplo espectro de relações bilaterais e as questões mais urgentes da agenda internacional, em particular, as situações na Ucrânia e na Síria.

    Em negociações bilaterais em Versalhes, o líder russo caracterizou o colega como "honesto", Macron também declarou que os desafios mais importantes do mundo atual não podem ser resolvidos sem diálogo com a Rússia.

    Mais:

    Cibersegurança da França não vê pista russa em ataques contra campanha de Macron
    Kremlin rechaça declarações de Macron sobre Sputnik e RT
    Chanceler russo comenta declaração de Macron sobre Sputnik e RT
    Emmanuel Macron: Sputnik e RT fizeram propaganda contra mim
    Macron fala sobre sua atitude para com Trump e Putin
    Tags:
    Palácio de Versalhes, El País, Emmanuel Macron, Vladimir Putin, Síria, Paris, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik