10:15 24 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Emmanuel Macron e Brigitte Trogneux

    Macron tomou posse: a França vai decolar!

    © REUTERS / Christian Hartmann
    Europa
    URL curta
    2835

    Emmanuel Macron, que foi eleito no segundo turno das eleições presidenciais na França, assumiu oficialmente o cargo.

    A cerimônia de transferência de poder de François Hollande para Macron foi realizada no Palácio do Eliseu no domingo de manhã. Depois do encontro de trabalho entre ex-líder e o atual, que foi duas vezes mais longo do que foi planejado, Hollande deixou a residência do Presidente. 

    O presidente eleito assumiu a chefia do Estado. Após o chefe do Conselho Constitucional do país, Laurent Fabius, ter anunciado os resultados finais da votação de 7 de maio, Macron se tornou oficialmente o presidente da França.

    "A partir de hoje vou trabalhar", disse Macron na tomada de posse.

    No seu discurso, Macron lembrou seus antecessores no cargo de presidente da Quinta República — de Charles de Gaulle a François Hollande, observando que eles envidaram esforços significativos para o bem do país.

    Ele assegurou que ele também "não vai abandonar suas obrigações assumidas perante o povo francês".

    "Precisamos de uma Europa mais democrática, mais eficaz, porque ela é uma ferramenta de nosso poder e nossa soberania", disse Macron.

    O chefe de Estado disse que, para a França, agora é "a hora da decolagem". "O mundo está esperando sermos mais fortes, unidos e perspicazes", frisou ele.

    No dia 7 de maio de 2017, a França celebrou o segundo turno das eleições presidenciais. A análise dos 100% dos votos, consumada na manhã do dia seguinte, mostrou a vantagem de Emmanuel Macron, candidato independente e ex-ministro da Economia, sobre Marine Le Pen, líder da nacionalista Frente Nacional.

    A eleição já foi apelidada de "histórica" devido à rivalidade entre o presidente mais jovem da Quinta República e a eventual primeira presidente mulher.

    Mais:

    Deputada ucraniana pede a Macron que intensifique sanções contra Rússia
    Vitória de Macron: mais sanções contra Rússia, 'mais expansão da OTAN'
    O que significa a vitória de Macron para a Síria?
    Tags:
    eleições presidenciais, Emmanuel Macron, Charles de Gaulle, Marine Le Pen, François Hollande, União Europeia, Europa, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar