13:48 25 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Soldados do batalhão Azov ostentando o símbolo neonazista do Wolfsangel

    Congresso dos EUA proíbe Ucrânia de gastar dinheiro com unidade neonazista Azov

    © Sputnik/ Aleksandr Maksimenko
    Europa
    URL curta
    151820123

    A Câmara Baixa do Congresso dos EUA proibiu Ucrânia de gastar dinheiro no apoio ao Batalhão Azov da Guarda Nacional da Ucrânia. O regulamento em questão está incluso no projeto de lei sobre alocações do Pentágono.

    Até o final de setembro, Pentágono pode destinar à Ucrânia 150 milhões de dólares [R$ 477,3 milhões] para apoio militar, tais como treinamento de pessoal, compra de armamento de defesa, veículos e equipamentos. Além disso, os EUA também definem como Ucrânia não pode gastar o dinheiro.

    "As quantias, emprestadas no âmbito deste projeto de lei, não podem ser usadas para fornecer armas, realizar treinamento ou prestar qualquer outra ajuda ao Batalhão Azov", diz o documento.

    É proibido também que Ucrânia gaste o dinheiro recebido com aquisição ou repasse de complexos de defesa antiaérea transportáveis. De acordo com o mesmo projeto de lei, Kiev não pode concluir quaisquer acordos com a empresa estatal russa Rosoboronexport.

    Azov é um dos assim chamados batalhões de voluntários, que eram financiados por fontes privadas. Posteriormente, autoridades ucranianas comunicaram a impossibilidade de permanência de grupos armados ilegais no país, propondo, assim, que passassem a fazer parte das Forças Armadas ucranianas.

    O Comitê de Investigação russo iniciou processo penal contra militantes do Batalhão Azov, acusando-os de "sequestrar pessoas", "torturá-las" e "usar dos meios e métodos proibidos de guerra".

    Mais:

    Radicais em Kiev declaram guerra contra a cultura
    Kiev anuncia principal objetivo estratégico na cooperação com OTAN
    Tags:
    ajuda financeira, Pentágono, Congresso dos EUA, Batalhão Azov, EUA, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik