19:34 17 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    O Secretário-geral da OTAN Jens Stoltenberg

    Secretário-geral da OTAN: Aliança Atlântica deve aumentar gastos em defesa

    © AFP 2019 / ADEM ALTAN
    Europa
    URL curta
    114
    Nos siga no

    Considerando a proximidade da Europa da Rússia, da Síria e do Iraque, o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg chamou ao aumento das despesas militares dos países membros do bloco.

    Após as declarações de Donald Trump de que os EUA são o país que mais contribui para o orçamento da Aliança Atlântica e de que esta está "obsoleta", Jens Stoltenberg exige que os países membros aumentem suas despesas militares para atingir dois por cento do PIB, revela o jornal alemão Handelsblatt após ter entrevistado o dirigente da OTAN.

    Ao mesmo tempo, Stoltenberg assegurou que isso não será feito devido às referidas declarações de Trump ou ao fato de bloco dever aos EUA centenas de bilhões de dólares por apoio logístico, tecnológico e de transporte prestado por Washington.

    "Após a Guerra Fria, era justificado diminuir os gastos na defesa. Mas, se diminuímos os gastos quando as tensões descem, podemos também aumentá-los quando tensões sobem — e elas agora estão subindo"disse Stoltenberg citado pela Deutsche Welle.

    Entretanto, no decurso do encontro com os representantes da OTAN, o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson apelou para que os europeus gastem mais na sua própria defesa, em particular, contra a ameaça russa.

    Nota-se que a contribuição financeira dos EUA atinge 70 por cento do orçamento total da OTAN, segundo informa a Deutsche Welle. Só quatro Estados-membros do bloco — Reino Unido, Grécia, Estônia e Polônia — cumprem suas obrigações, canalizando dois por cento do seu PIB para a defesa.

    Além disso, Jens Stoltenberg destacou que a saída do Reino Unido da UE não irá afetar a participação do país na Aliança Atlântica: "Isso não mudará as relações com a OTAN".

    Mais:

    OTAN considera sistemas Iskander em Kaliningrado ameaça à segurança
    'Russo bom é russo morto'? OTAN demonstra hipocrisia no planejamento de manobras
    Rússia se diz forçada a entrar em confrontação com OTAN
    OTAN vai se encarregar da manutenção de tanques e blindados do Iraque
    Tags:
    PIB, ameaça militar, defesa, gastos, despesas, aumento, Departamento de Estado dos EUA, OTAN, Rex Tillerson, Donald Trump, Jens Stoltenberg, Iraque, Síria, Rússia, Polônia, Reino Unido, Grécia, Estônia, Europa, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar