05:08 17 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Presidente da Moldávia Igor Dodon durante uma reunião com Vladimir Putin, 17 de janeiro de 2017

    Moldávia quer que OTAN reconheça a neutralidade do país

    © Sputnik / Aleksei Druzhinin
    Europa
    URL curta
    3111

    O presidente moldávio Igor Dodon anunciou na segunda-feira (23) seus planos de apresentar à OTAN um acordo para reconhecimento pela Aliança da Moldávia como Estado neutral.

    "Pretendo insistir no cancelamento do acordo que prevê abertura do [escritório de ligação] da OTAN em Chisinau. Além disso, tenho intenção de propor um acordo sobre reconhecimento da neutralidade da Moldávia por parte da OTAN em Bruxelas em fevereiro", informou Dodon à Sputnik.

    No final de novembro de 2016 o primeiro-ministro da Moldávia e o secretário-geral da OTAN assinaram o acordo sobre a abertura de um escritório de ligação da OTAN em Chisinau. O respectivo documento já foi ratificado pelo parlamento do país.

    Vale lembrar que anteriormente Dodon tinha criticado o acordo acima mencionado ao destacar que "pretende resistir a quaisquer tentativas de envolver a república em blocos militares". Apesar disso, em julho de 2016 os legisladores moldávios deram luz verde à abertura do escritório do oficial de ligação da OTAN.

    Conforme sua constituição, a Moldávia possui estatuto de neutralidade. Porém, desde 1994 o país tem cooperado com a OTAN no âmbito de um plano de parceria individual. Um centro de informações da Aliança já opera na Moldávia. As sondagens revelam que a maioria dos cidadãos moldávios se opõem à adesão da república à OTAN.

    Mais:

    Socialista Igor Dodon declara vitória na eleição presidencial da Moldávia
    Tags:
    ligação, reconhecimento, parlamento, neutralidade, acordo, Sputnik, OTAN, Bruxelas, Chisinau, Moldávia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik