06:22 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Soldados alemães durante exercícios em Neustadt am Ruebenberge, Alemanha, junho de 2016

    Alemanha envia 650 soldados para combater tráfico de armas do Daesh no Mediterrâneo

    © AFP 2017/ JOHN MACDOUGALL
    Europa
    URL curta
    0 02

    O governo alemão autorizou nesta quarta-feira (14) o envio de até 650 soldados para uma nova missão da OTAN destinada a combater o contrabando de armas do grupo terrorista Daesh (autodenominado Estado Islâmico) no mar Mediterrâneo.

    A participação alemã na chamada operação Sea Guardian vai durar até o final de 2017, e é vista como parte dos esforços mais amplos da Alemanha de expandir seu papel militar na Europa e na OTAN. 

    A ministra da Defesa alemã, Ursula von der Leyen, tem tentado melhorar os equipamentos e elevar os níveis das tropas das forças armadas após anos de declínios. 

    Navios alemães também estão participando da operação Sophia, uma missão militar da União Europeia para tentar combater o contrabando de armas e pessoas ao largo da costa da Líbia.

    Mais:

    Últimas armas químicas da Líbia chegam à Alemanha para serem destruídas
    Três homens presos na Alemanha queriam realizar missão de Daesh
    Berlim defende cooperação da OTAN com a Rússia para o controle de armas
    Tags:
    soldados, armas, tráfico, contrabando, Operação Sea Guardian, Operação Sophia, Estado Islâmico, Daesh, OTAN, Ministério da Defesa, Ursula von der Leyen, Mediterrâneo, Europa, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik