15:32 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Avião apaga fogo em Portugal, 9 de setembro de 2016

    Mais de 50 incêndios apagados por aviões russos em Portugal

    © AFP 2019/ PATRICIA DE MELO MOREIRA
    Europa
    URL curta
    381
    Nos siga no

    Dois aviões anfíbios Be-200 do Ministério para Situações de Emergência apagaram mais de cinquenta incêndios florestais que ameaçavam povoados, informa o serviço de imprensa do ministério russo.

    Os aviões anfíbios russos chegaram a Portugal em 13 de agosto. No dia seguinte, eles já começaram a trabalhar.

    "Em cerca de um mês de trabalho, a aviação do Ministério para Situações de Emergência extinguiu 53 incêndios florestais em uma área total de mais de 3,2 mil hectares. Foi impedida a propagação de fogo em direção a três parques nacionais e 24 povoados com uma população de mais de 78 mil pessoas", disse o representante do ministério.

    Segundo ele, os aviões Be-200 no total realizaram 169 descargas de mais de 2 mil toneladas de água.

    De acordo com as autoridades portuguesas, graças à ajuda dos aviões da Rússia, foi possível manter a situação sob controle.

    Em agosto deste ano, Portugal se encontrou em uma situação complicada devido a incêndios florestais. Em consequência do tempo quente e seco e de rajadas de vento até 20 m/s na ilha de Madeira e na parte continental de Portugal foram registrados mais de 4,4 mil focos de incêndios florestais. De acordo com os dados da Comissão europeia para a ajuda humanitária e de proteção civil, sofreram mais de 300 pessoas, das quais 5 morreram e milhares de moradores e turistas foram evacuados para áreas seguras. O fogo danificou mais de 200 edifícios, incluindo hotéis. As autoridades de Portugal pediram ajuda a vários países europeus, incluindo a Rússia.

    Mais:

    Dois aviões russos Be-200 apagam 26 incêndios florestais em Portugal
    'Portugal falha combate aos incêndios devido aos cortes nas despesas do Estado'
    Presença de aviões russos em Portugal 'tem ajudado muito'
    Tags:
    meio ambiente, natureza, incêndio florestal, Be-200, Portugal
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar