16:59 18 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Sistemas de mísseis alemãos Patriot instalados em Kahramanmaras, Turquia, março de 2014

    Polônia precisa de sistemas Patriot que quer comprar aos EUA?

    © AFP 2017/ JOHN MACDOUGALL
    Europa
    URL curta
    297315

    O ministro da Defesa da Polônia, Antony Macierewicz, disse que o seu ministério começou negociações com os norte-americanos para a compra do sistema de mísseis Patriot. Este deve ser o contrato mais caro com um custo de $10 bilhões. Será que a Polônia precisa dessa compra?

    O especialista independente polonês Mariusz Olszewski afirmou en entrevista à Sputnik Polônia que o sistema Patriot não corresponde às expectativas atuais de ações militares. O presidenciável norte-americano Donuld Trump disse que cada membro da OTAN deve pagar pela permanência na Aliança e deve participar das despesas gerais.

    "Sabemos que o sistema Patriot não corresponde às exigências da guerra moderna e será modernizado, mas a empresa privada não tem dinheiro para modernização e, assim, a Polônia se tornará o patrocinador da modernização", afirmou.

    Na sua opinião, se o sistema for modernizado até 2028 com dinheiro polonês, poderá se seguir mais uma etapa na compra de outra modificação do sistema. E assim continuará sem ter fim.

    "Estou absolutamente seguro que não há ameaça para a Polônia. <…> Todos os contos de terror na mídia polonesa são apenas um ato de propaganda <…>", disse.

    Pelos vistos, afirmou Olszewski, o ministro da Defesa polonês está tranquilo em relação ao futuro da Polônia.

    Entretanto, o especialista pergunta: o que a Polônia pode fazer para atrair a atenção dos EUA? Assinar contratos lucrativos para os EUA.

    Olszewski pensa que a Polônia pode pagar $10 bilhões, mesmo que precise poupar. Entretanto, não há a certeza que este dinheiro será pago. Agora isso é uma tática bem pensada do ministro da Defesa que quer armar o exército. Entretanto, estes assuntos são mais políticos que de defesa porque as simpatias políticas nem sempre coincidem com as necessidades do Exército polonês. Além disso, a Polônia não é uma potência econômica. É muito provável que o contrato não atinja a fase de realização, concluiu o analista.

    Mais:

    Rússia condena vandalismo em túmulos de soldados soviéticos na Polônia
    Caçadores de tesouro relançam busca pelo 'trem do ouro' nazista na Polônia
    Tags:
    contrato, compra, Patriot, OTAN, EUA, Polônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik