11:32 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Prédio da NSA em Fort Meade, Maryland, Estados Unidos

    Ex-chefe de inteligência francês admite que EUA espionaram a França

    © AP Photo/ Charles Dharapak
    Europa
    URL curta
    338604

    Um ex-agente do serviço de inteligência da França confirmou que os Estados Unidos espionaram a presidência francesa há quatro anos, segundo informou o jornal Le Monde.

    Bernard Barbier, ex-diretor técnico da Direção Geral de Segurança Exterior (DGSE), disse em uma conferência para estudantes que os americanos invadiram os computadores do governo francês e que o caso foi descoberto durante as eleições presidenciais no país europeu em 2012. A revelação foi feita no último mês de junho, mas só agora o caso foi relatado pela imprensa francesa.

    De acordo com Barbier, as suspeitas, na época, giravam em torno tanto dos EUA quanto da Rússia, mas, posteriormente, a inteligência francesa conseguiu concluir que o ataque cibernético só poderia ter partido de Washington. 

    Por ordens de François Hollande, ele, Barbier, foi aos Estados Unidos para conversar sobre o caso, em 2013, com o então chefe da Agência de Segurança Nacional (NSA), Keith Alexander, que se mostrou muito surpreso pela descoberta.

    "Quando estávamos no ônibus, me disse que estava decepcionado porque achou que jamais os detectaríamos".

    Mais:

    O caso de espionagem que pode agravar ainda mais relações entre China e EUA
    EUA colocarão em órbita um dos maiores satélites de espionagem do mundo
    Parlamento britânico debate lei de espionagem eletrônica massiva
    É oficial: espionagem 'governamental' é autorizada na Alemanha
    Tags:
    espionagem, DGSE, Agência Nacional de Segurança (NSA), Le Monde, Keith Alexander, François Hollande, Bernard Barbier, Rússia, EUA, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik