10:31 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    O castelo de Ksiaz, sob o qual o trem de ouro nazista supostamente estava escondido em Walbrzych, Polônia.

    Caçadores de tesouro relançam busca pelo 'trem do ouro' nazista na Polônia

    © AFP 2018 / JANEK SKARZYNSKI
    Europa
    URL curta
    142

    Caçadores de tesouros relançaram nesta sexta-feira (12) a busca pelo lendário "trem do ouro" nazista, perdido há 70 anos, supostamente carregado com pilhagens de guerra e enterrado no sudoeste da Polônia.

    "O trem não é uma agulha num palheiro, se ele está lá, vamos encontrá-lo", disse o porta-voz do projeto, Andrzej Gaik, à AFP.

    A história provocou um frenesi na mídia mundial em agosto do ano passado, quando dois homens afirmaram ter descoberto o trem blindado usando um radar de penetração no solo perto da cidade de Walbrzych.

    Na época, o polonês Piotr Koper e o alemão Andreas Richter disseram que haviam descoberto vários vagões medindo um total de 98 metros que teriam sido enterrados a cerca de oito a nove metros no subsolo.

    Eles disseram acreditar que as cargas escondidas consistiam principalmente de protótipos de armas, embora o folclore local mencione obras de arte, jóias e ouro roubados pelos nazistas.

    Segundo reza a lenda, os nazistas fizeram prisioneiros de guerra cavar uma rede de túneis na região, e alguns locais afirmam que os alemães tentaram esconder o ouro ali quando o Exército Vermelho da Rússia começou a fechar o cerco sobre eles.

    No entanto, até agora houve poucos indícios reais para sustentar a história. Geólogos da prestigiada Universidade AGH de Ciência e Tecnologia de Cracóvia, por exemplo, não conseguiram encontrar nenhuma evidência da existência do trem durante pesquisas realizadas em dezembro.

    O entusiasmo dos caçadores de tesouro, apesar disso, continua firme.

    "Mesmo se encontrarmos um túnel, isso também vai ser um sucesso. O trem poderia estar escondido nele", disse Gaik à AFP nesta sexta-feira.

    Koper, por sua vez, disse esperar ter respostas dentro de uma semana.

    ​"Tudo deverá ficar mais claro até quinta-feira" da próxima semana, disse ele à emissora polonesa TVP.

    A equipe começou a limpar a vegetação da área de buscas, e Koper informou que iria varrer a área com um radar de penetração no solo na segunda-feira, antes da chegada de escavadores na terça.

    "Vamos cavar seis metros em três áreas ao longo de um trecho de 100 metros das antigas vias férreas", disse Gaik.

    Mais:

    Polônia vai remover todos os memoriais de guerra soviéticos do país
    Nova sede da OTAN é símbolo de união ou homenagem a tropas nazistas?
    Tags:
    caçadores de tesouro, ouro, nazistas, trem do ouro nazista, Andrzej Gaik, Andreas Richter, Piotr Koper, Walbrzych, Polônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik