04:23 20 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Soccer fans of Chapecoense celebrate after their victory in the Copa Sudamericana match against San Lorenzo at the Arena Conda stadium in Chapeco, Brazil, November 23, 2016

    Morre o jornalista Rafael Henzel, sobrevivente da tragédia da Chapecoense

    © REUTERS / Paulo Whitaker/File Photo
    Esportes
    URL curta
    211

    O jornalista Rafael Henzel, um dos quatro sobreviventes da tragédia da Chapecoense, em 2016, morreu na noite desta terça-feira (26) após sofrer um infarto enquanto jogava futebol.

    Ele chegou a ser levado ao hospital regional, ainda com sinais vitais, mas não resistiu.

    Henzel tinha 45 anos e trabalhava atualmente na rádio Oeste Capital. O colega de emissora Marcinho San comunicou o falecimento de Henzel em mensagem aos ouvintes.

    "Nosso colega Rafael Henzel veio a falecer na noite desta terça-feira. Ele jogava futebol com amigos e sofreu um infarto fulminante. Foi conduzido ao Hospital Regional de Chapecó, onde foi conformado o falecimento do colega jornalista, narrador, Rafael Henzel", contou.

    ​A Chapecoense publicou uma nota de pesar no Twitter lamentando a morte de Henzel e exaltando sua vida profissional.

    "Durante a sua brilhante carreira, Rafael narrou, de forma excepcional, a história da Chapecoense. Tornou-se um símbolo da reconstrução do clube e, nas páginas verde e brancas desta instituição, sempre haverá a lembrança do seu exemplo de superação e de tudo o que fez, com amor, pelo time, pela cidade de Chapecó e por todos os apaixonados por futebol", escreveram.

    Em 2017, Rafael Henzel lançou o livro "Viva Como se Estivesse de Partida". Na obra, ele fala sobre o incidente e a mensagem de importância à vida. Ele deixa filho e esposa.

    Tags:
    infarto, morte, Rafael Henzel
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar