16:06 23 Maio 2018
Ouvir Rádio
    Deputado ucraniano Oleg Lyashko em Kiev

    Parlamentar sugere considerar 'ilegal' a transmissão de jogos da Copa na Ucrânia

    © Sputnik / Evgeny Kotenko
    Esportes
    URL curta
    1204

    O Conselho Supremo Ucraniano (Verkhovna Rada) sugeriu tornar ilegal no país a transmissão de jogos da Copa do Mundo de 2018, que acontecerão na Rússia, classificando os jogos de radiodifusão como "propaganda".

    Oleg Lyashko, líder do Partido Radical, expôs a sua proposta por considerar a transmissão do Mundial de futebol que acontece em solo russo como "propaganda do agressor" e rotulou-a de "contradição dos interesses do país".

    Anteriormente havia sido relatado que alguns canais ucranianos tinham conversado sobre a aquisição dos direitos de alguns jogos.

    A Ucrânia não se classificou para a Rússia em 2018, não conseguindo avançar além do Grupo I, ficando atrás da Croácia e Islândia nas Eliminatórias europeias.

    No início de maio, a Suprema Corte anunciou que jornalistas russos que tivessem sido encontrados visitando "ilegalmente" a península da Crimeia seriam impedidos de cobrir a final da Liga dos Campeões da UEFA, que acontece no Estádio Olimpiyskiy, em Kiev, no dia 26 de maio.

    Qualquer representante da imprensa russa que tenha visitado a Crimeia após o referendo de 2014 será considerado como tendo "violado as fronteiras do Estado ucraniano" e será impedido de cobrir a final entre Real Madrid e Liverpool.

    Mais:

    Copa do Mundo onipresente: astronautas jogarão futebol no espaço
    Especialista: se evitar 'oba-oba', Brasil tem tudo para fazer uma Copa do Mundo excelente
    Copa do Mundo Rússia 2018: 89% dos ingressos já foram vendidos
    Tags:
    diplomacia, inimigo, propaganda, esporte, futebol, Copa da Rússia, Copa 2018, Partido Radical da Ucrânia, UEFA, FIFA, Oleg Lyashko, Crimeia, Kiev, Rússia, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik