03:46 13 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Cristiano Ronaldo após ter gol anulado contra a Áustria na Euro 2016

    Cristiano Ronaldo pode estar envolvido em camuflagem fiscal e lavagem de dinheiro

    © REUTERS / REUTERS/Darren Staples Livepic
    Esportes
    URL curta
    112
    Nos siga no

    Técnico do Manchester United, José Mourinho também é mencionado em denúncia do Consórcio Europeu de Investigação (EIC), formado por jornalistas de 12 grandes veículos do continente.

    O jogador português do Real Madrid, Cristiano Ronaldo teria 150 milhões de euros na empresa MIM Limited criada em Dublin, na Irlanda.

    A manobra pode ter sido criada para fugir de impostos em Madri (que são de 43,5% contra 12%,5% na Irlanda). 

    A informação foi divulgada Consórcio Europeu de Investigação (EIC), formado por 12 jornais do continente, através do Football Leaks, que investiga contratos fraudulentos e lavagem de dinheiro no mundo da bola. As empresas Nike, Linic, Konami, KFC e Toyota foram as citadas nos contratos publicitários e direitos de imagem da suposta empresa de Cristiano Ronaldo.

    Outro que também aparece mencionado nas denúncias é o técnico do Manchester United, José Mourinho. O EIC acusa Mourinho de "dissimular 12 milhões de euros da Receita, colocando o dinheiro em uma conta na Suíça de uma empresa com registro nas Ilhas Virgens Britânicas", ambos paraísos fiscais. O técnico português teria sido alvo de "uma inspeção fiscal na Espanha" e isso teria "se traduzido em um ajuste de 4,4 milhões de euros, penalizações incluídas".

    O esquema teria sido arquitetado por Jorge Mendes, agente de futebol que é apontado por ser o criador de um complexo esquema de evasão fiscal. A empresa de Jorge Mendes, a Gestifute, respondeu às acusações afirmando que Cristiano Ronaldo e Mourinho respeitam "plenamente suas obrigações fiscais diante das autoridades espanholas e britânicas".

    Mais:

    Lionel Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar têm os maiores faturamentos de 2014
    Corrupção brasileira chega à Espanha e Neymar pode pegar dois anos de prisão
    Defesa de Neymar está tranquila quanto às acusações de fraude
    Tags:
    Football Leaks, MIM Limited, Gestifute, Nike, Linic, Konami, Toyota, KFC, EIC, Manchester United, Consórcio Europeu de Investigação, Jorge Mendes, Cristiano Ronaldo, José Mourinho, Dublin, Madri, Ilhas Virgens Britânicas, Suíça, Irlanda, Espanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar