04:01 20 Novembro 2017
Ouvir Rádio
    Disputa do cabo de guerra, modalidade que será disputada no I Jogos Mundiais dos Povos Indígenas.

    Brasil quer criar entidade internacional para o esporte indígena

    Fotos Públicas / Ag. Pará / Sidney Oliveira
    Esportes
    URL curta
    732313

    O ministro do Esporte, George Hilton, disse nesta quinta-feira (22) que o Brasil vai propor aos países participantes da primeira edição dos Jogos Mundiais dos Povos Indígenas a criação de uma entidade internacional que organize esse evento a cada três ou quatro anos, divulgou a Agência Brasil.

    “Vamos fazer uma consulta a todos os países e à medida que esses comitês aceitarem a possibilidade da criação, o Brasil já é candidato a sediar a entidade, até porque tem um protagonismo muito grande na cultura indígena”, disse.

    Os jogos acontecem entre os dias 23 de outubro e 1º de novembro em Palmas, no Tocantins, e vão reunir 23 povos nacionais e grupos indígenas de 22 países. No Brasil, a seleção das etnias foi feita pelo Comitê Intertribal Memória e Ciência Indígena (ITC), que levou em conta a geografia étnica e os biomas nacionais. A realização do evento é uma parceria entre o Ministério do Esporte e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud).

    Segundo Hilton, o Brasil já organizou 12 eventos nacionais esportivos indígenas e o mais importante não é a disputa, mas a celebração entre os índios, a discussão de questões de interesse e as reivindicações das comunidades em todo o mundo.

    Durante os jogos, serão promovidos fóruns técnicos sobre temas como saúde, educação, agricultura familiar, demarcação de terras e inclusão digital, lembrou o ministro, acrescentando que algumas etnias se recusaram a participar em protesto pelas reivindicações não atendidas. Para a construção da arena e de toda a infraestrutura esportiva o ministério investiu cerca de R$ 50 milhões, segundo a Agência Brasil.

    “Teremos todas as condições para realizar não só as modalidades tradicionais, mas outras que são indígenas e que não terão competição. São 22 países e todos eles farão a exibição de algum tipo de modalidade, algumas que nem conhecemos”, disse o ministro.

    A Rússia estará participando do I Jogos Mundiais dos Povos Indígenas.

    Tags:
    indígenas, índios, etnias, entidade internacional, criar, I Jogos Mundiais Indígenas, Ministério dos Esportes, Nações Unidas, ONU, PNUD, Geoge Hilton, Tocantins, Palmas, Rússia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik