18:52 23 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Sede da Fifa.

    Argentino envolvido em escândalo da FIFA é extraditado para os EUA

    © AFP 2017/ Michael Buholzer
    Esportes
    URL curta
    0 9213

    Um dos executivos indiciados pela Justiça americana no escândalo da FIFA, o empresário argentino Alejandro Burzaco foi extraditado da Itália para os Estados Unidos e deve se apresentar a um tribunal de Nova York nesta sexta-feira.

    Burzaco era um dos 14 indiciados pelo Departamento de Justiça dos EUA, entre cartolas da FIFA e executivos, no fim de maio. Na ocasião, sete dirigentes da entidade máxima do futebol mundial foram detidos em Zurique, incluindo o ex-presidente da CBF José Maria Marin.

    O empresário argentino, de 50 anos, é acusado de pagar milhões de dólares em propinas a dirigentes da FIFA e da Conmebol para obter os direitos de transmissão de competições organizadas por estas entidades. Entre estes torneios estão quatro edições da Copa América. Burzaco era presidente da empresa Torneos y Competências.

    Procurado pelo FBI e pela Interpol, ele era considerado foragido desde que seu indiciamento veio a público no dia 27 de maio. Em Zurique, às vésperas da eleição presidencial da FIFA, ele tomava seu café da manhã no hotel Baur au Lac quando a operação policial teve início. Ao se dar conta de que se tratava de uma ação contra a FIFA, deixou o local sem ser notado, não retornou ao seu quarto e conseguiu sair da Suíça.

    Na Itália, ele só se entregou às autoridades no dia 9 de junho, aconselhado por seus advogados para que tentasse negociar um acordo de delação premiada. Nesta sexta-feira, autoridades americanas revelaram que o argentino se apresentará a um tribunal federal no Brooklyn, em Nova York. Os advogados do empresário, nos EUA, não comentaram a audiência.

    Burzaco é o terceiro indiciado no escândalo da FIFA a se apresentar à Justiça americana. Antes dele, o ex-vice-presidente da entidade Jeffrey Webb foi extraditado pela Suíça. O executivo americano Aaron Davidson, presidente da unidade dos EUA da Traffic, também se apresentou às autoridades.

    Mais:

    CBF confirma apoio a Zico em eleição à presidência da FIFA
    Michel Platini confirma candidatura à presidência da FIFA
    Herdeiro da Hyundai pode concorrer à presidência da FIFA
    Rússia deve apoiar candidatura de Platini à presidência da FIFA
    Fifa suspende ex-presidente do grupo de avaliação dos mundiais de 2018 e 2022
    Tags:
    extradição, futebol, escândalo, Torneos y Competencias, FIFA, Alejandro Burzaco, EUA, Itália, Argentina, Suíça
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik