20:03 25 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Esportes
    URL curta
    0 42
    Nos siga no

    O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, afirmou, em seu programa semanal “Em Contato com Maduro, nesta quarta-feira (3), que o próximo presidente da FIFA “deveria ser Diego Armando Maradona, ou alguém como ele”. O líder venezuelano defendeu um jogador no comando da entidade.

    Maduro lembrou a postura do ex-craque argentino desde os tempos em que estava na ativa. “Ele vem denunciando a FIFA há décadas. Eles o ameaçaram, o ridicularizaram.” Maradona, além de crítico ferrenho da federação, apoiou abertamente o príncipe jordaniano Ali Bin al-Hussein na eleição para a presidência da entidade realizada na sexta-feira (29).

    Na terça-feira (2), porém, Joseph Blatter renunciou ao cargo. A decisão aconteceu na sequência de um escândalo sobre subornos que chegam a US$ 150 milhões envolvendo dirigentes da entidade e empresários Oito membros da FIFA foram presos pela polícia suíça, em Zurique, na quinta-feira (28) a pedido dos EUA, onde são acusados de aceitar as vantagens indevidas em troca de favorecimentos.

    Ainda em seu programa, Nicolás Maduro criticou as autoridades norte-americanas por agirem fora de suas jurisdições e sugeriu que a investigação do FBI era parte da trama de Washington para tirar da Rússia e do Qatar as Copas do Mundo de 2018 e 2022, respectivamente. O chefe de Estado da Venezuela ainda anunciou que a Procuradoria-Geral do país está investigando a Federação Venezuelana de Futebol. O presidente da entidade nacional, Rafael Esquivel, é um dos presos na operação da polícia suíça.

    Alguns nomes estão sendo especulados na mídia internacional como candidatos à presidência da FIFA com a saída de Joseph Blatter. O príncipe jordaniano e o ex-jogador francês David Ginola já anunciaram que estarão na disputa. O presidente da Federação de Futebol da Holanda, Michael Van Praag, e o ex-jogador português Luís Figo, que chegaram a se candidatar na última eleição, mas voltaram atrás, são possíveis nomes. O ex-craque brasileiro Zico também afirmou que cogita tentar ocupar o cargo.

    Quem pinta com mais força, porém, é o presidente da UEFA e ex-jogador Michel Platini. Ele é favorito para ocupar a presidência da FIFA segundo a tradicional casa de apostas londrina William Hill. O francês aparece à frente de Ali Bin al-Hussein e de Luís Figo, na sequência. O secretário-geral da Concacaf, o norte-americano Ted Howard, e o presidente da federação inglesa, Greg Dike, o vice-presidente da UEFA, o turco Senes Erzik, e o presidente da CAF, o camaronês Issa Hayatou, também estão na lista dos apostadores.

    A nova eleição da FIFA deverá ser marcada em breve.

    Tags:
    candidatura, candidato, escândalo, suborno, renúncia, eleição, Concacaf, CAF, UEFA, FIFA, Issa Hayatou, Ted Howard, Greg Dike, Rafael Esquivel, David Ginola, Zico, Michael van Praag, Michel Platini, Luis Figo, Ali bin al-Hussein, Joseph Blatter, Maradona, Nicolás Maduro, Londres, Qatar, Turquia, Camarões, Inglaterra, Portugal, Brasil, França, EUA, Washington, Argentina, Jordânia, Venezuela, Suíça, Zurique, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar