03:52 19 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    210
    Nos siga no

    O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta sexta-feira (23) que o Brasil deveria poder fazer acordos comerciais sem precisar da autorização de países-membros do Mercosul.

    Guedes participou de uma comissão no Senado que debatia o tema e destacou a importância da união dos países sul-americanos em acordos com blocos econômicos de outras regiões, mas disse que o Brasil quer "conversar sozinho" com o Canadá, Coreia do Sul, Japão e outros países. As informações foram publicadas pelo portal Poder360.

    "Queremos avançar na modernização do Mercosul", disse Guedes. "Estamos convencidos. Às vezes avançar é permitir velocidades um pouco diferentes para quem está mais preparado ou mais disposto a fazer esse avanço", afirmou.

    O discurso de "modernização" é levantado por outros líderes do bloco. Em março, o presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, propôs, durante a cúpula de 30 anos do Mercosul, que se discuta formalmente a flexibilização do bloco.

    "Achamos importante que haja essa liberdade de negociação para que, exatamente, os outros três membros tenham possibilidade de achar o que for mais conveniente. Seguimos no Mercosul com a ideia e o sonho de integrarmos a economia continental", declarou Guedes.

    ​O ministro da Economia ainda defendeu que haja uma revisão da Tarifa Externa Comum (TEC) do bloco.

    "Achamos que é importante reduzirmos e fizemos a proposta para reduzir apenas 10%. Isso não machuca ninguém, é só para manter aquecido", declarou.

    O ministro das Relações Exteriores, Carlos Alberto Franco França, também defendeu uma revisão da tarifa.

    "O Brasil apresentou recentemente proposta moderada e pragmática que busca sinalizar o compromisso com a redução dos níveis [da TEC] de hoje, das mais altas do mundo", afirmou.

    Mais:

    Presidente está em dúvida entre 2 nomes para vaga no STF, diz Flávio Bolsonaro
    Bioeconomia: 'Brasil tem uma grande oportunidade nesta nova revolução econômica', diz especialista
    Estado de SP tem queda de mortes por COVID-19 pela 1ª vez desde janeiro
    Anvisa anuncia que vai decidir sobre importação da Sputnik V na próxima segunda-feira
    Brasil: 1/4 dos municípios está sem vacina para aplicar 1ª dose, aponta levantamento
    Tags:
    Brasil, Paulo Guedes, Ministério da Economia do Brasil, Mercosul, América do Sul, flexibilização, bloco, bloco econômico
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar