08:40 20 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    6472
    Nos siga no

    Problemas econômicos nos EUA ligados à pandemia do coronavírus fornecem uma chance para a moeda nacional chinesa, escreve Die Welt. Tudo indica que a China tomou a situação do coronavírus sob controle, tendo sua economia estabilizado.

    Nestas condições, muitos países asiáticos podem se sentir estimulados para substituir o dólar pelo yuan como moeda de reserva.

    Segundo mídia alemã Die Welt, os Estados Unidos, sendo a principal potência econômica, enfrentam dificuldades devido à pandemia. Para lidar com a crise, foi adotado o maior programa de ajuda na história. Este é um pacote sem precedentes de estímulo à economia, no valor de US$ 2,2 trilhões, aprovado pelo Congresso dos EUA em março. No entanto, em 2020 a dívida pública dos EUA aumentou em 20%, sendo de 130% do PIB norte-americano.

    A situação na China parece outra, nota a revista. O coronavírus está aparentemente sob controle, a economia animou-se de novo, com a dívida pública aumentando apenas em 10%. As finanças da China também parecem estáveis: além disso, a criação de zona de comércio livre da Parceria Regional Econômica Abrangente (RCEP, na sigla em inglês) reforça a pretensão de liderança da China na Ásia Oriental.

    Perspeсtivas do yuan

    Poderia o yuan nestas condições desafiar o dólar no futuro próximo como a principal moeda do mundo?

    Como aponta Die Welt, as atuais posições de liderança do dólar têm razões históricas. Em 1944, na base do dólar foi criado o chamado Sistema Bretton Woods. Naquele momento, a cotação do dólar foi fixada à cotação do ouro. Além do mais, o dólar se tornou uma moeda de reserva e os bancos centrais de outros países compravam-no para estabilizar sua taxa de câmbio, financiando assim a despesa pública norte-americana.

    No entanto, após a Guerra no Vietnã ocorreu a inflação e muitos bancos deixaram de comprar o dólar, resultando no cancelamento do Sistema Bretton Woods. Ainda assim, muitos países asiáticos continuaram fieis ao dólar. Em 1994, a China ligou sua moeda nacional à cotação do dólar. Desde então, a China obteve o papel central na Ásia Oriental. Isto aconteceu graças ao crescimento econômico estável e à estabilização da região por via de ligação do yuan ao dólar.

    Segundo Die Welt, o fato de que o yuan ainda não se tornou a principal moeda regional pode ser explicado pela regulação excessiva do mercado financeiro chinês. Uma moeda mundial deve ser sempre acompanhada por um mercado financeiro livre e desenvolvido. No entanto, as complicações econômicas nos EUA dão chance ao yuan. 

    dependência do dólar preocupa Pequim há muito tempo. Se a moeda chinesa continuar aumentando de preço em comparação com o dólar, muitos países asiáticos serão estimulados a substituir suas reservas em dólares para reservas em yuans. Desse jeito, o yuan finalmente se tornaria a principal moeda regional.

    Mais:

    Novo rumo nos EUA: dólar pode perder terreno se Biden ganhar
    Apple vai pagar centenas de milhões de dólares por desacelerar os iPhones e prolongar suas baterias
    Dólar perde liderança mundial pela 1ª vez desde 2013
    Alta recorde do dólar vai provocar a falta do arroz na mesa do brasileiro?
    Tags:
    China, eua, Dólar, yuan
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar