15:34 29 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    202
    Nos siga no

    A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, defendeu a aprovação do acordo Mercosul-União Europeia e disse que o acordo não representa ameaça à preservação do meio ambiente.

    A fala foi feita durante o Seminário Portugal-Brasil: Oportunidades de Negócio no Setor Agroalimentar, que ocorreu nesta segunda-feira (12).

    "É preciso dizer que o acordo não representa qualquer ameaça ao meio ambiente, à saúde humana e aos direitos sociais. Ao contrário, reforça compromissos multilaterais e agrega as melhores práticas na matéria", disse.

    Segundo a ministra, os dados de preservação ambiental do Brasil são bons.

    "Estima-se que cerca de 25% da área preservada se encontrem em propriedades privadas, algo sem paralelo em outros países do mundo, pois se trata de terreno que o proprietário não recebe para preservar. É apenas uma obrigação legal", afirmou, citada pela Agência Brasil.

    A ministra da Agricultura de Portugal, Maria do Céu Antunes, que também participou do encontro, defendeu a implementação do Acordo Mercosul-União Europeia.

    "Continuamos empenhados para que rapidamente este acordo possa ser posto em prática", afirmou Maria do Céu.

    Na semana passada, o Parlamento Europeu aprovou por 345 votos a favor, 295 contra e 56 abstenções uma resolução pedindo mudanças na agenda ambiental de países do Mercosul, para que o acordo possa ser ratificado.

    O bloco da União Europeia é o segundo parceiro comercial mais importante do Mercosul, atrás apenas da China.

    Mais:

    Pecuária brasileira pode dobrar a produção sem desmatamento, diz especialista
    É claro que não pode haver acordo com Mercosul, diz chanceler da Áustria
    Desmatamento na Amazônia pode prejudicar acordo de livre comércio entre Mercosul e UE
    Tags:
    Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Ministério da Agricultura do Brasil, meio ambiente, preservação, Acordo de Livre Comércio entre União Europeia e Mercosul, Mercosul, Brasil, Tereza Cristina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar