19:18 26 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    0 31
    Nos siga no

    O ministro da Economia da Argentina, Martín Guzmán, anunciou nesta quarta-feira (26) o início formal das negociações com o Fundo Monetário Internacional (FMI).

    Em uma carta à diretora-geral do FMI, Kristalina Georgieva, Guzmán solicitou negociações formais, que levariam a um novo programa para suceder o acordo feito em 2018, que já estaria cancelado.

    Martín Guzmán fez um anúncio através de uma mensagem postada no Twitter.

    Nesta manhã, junto ao presidente Alberto Fernández, dialogamos com a diretora-geral do Fundo Monetário Internacional, Kristalina Gueorguieva, para dar início formal às conversações em prol de um novo programa

    O ministro afirmou que a crise que afeta a Argentina foi agravada por um "rápido acordo" com o FMI em 2018 que, segundo Guzmán, não teria tido participação da sociedade.

    No documento enviado ao FMI, o governo do presidente Alberto Fernández se compromete a "estabelecer políticas consistentes para atingir os objetivos do programa de estabilidade financeira e macroeconômica".

    Mais:

    Recessão na Argentina significa não pagar dívida ao FMI, afirma vice-presidente argentina
    Dívida da Argentina é insustentável, afirma FMI
    Avanço: Argentina e FMI negociam novo programa de financiamento da dívida
    Analistas: Brasil perde espaço na Argentina para China e dificilmente o recuperará no curto prazo
    Argentina enfrentará incerteza econômica apesar de acordo com credores, avaliam analistas
    Tags:
    crise econômica, economia, dívida, Fundo Monetário Internacional, Argentina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar