21:51 03 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    221
    Nos siga no

    O acordo entre a OPEP e produtores independentes está mais próximo do que se imagina, assegurou Kirill Dmitriev, diretor-geral do Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI, na sigla em russo).

    "Estamos mais próximos do que muitos pensam, pois o mercado entende que o pacto é importante para a estabilização", afirmou o diretor-geral ao canal CNBC.

    Dmitriev indicou que a Rússia aposta em um acordo.

    "Atravessamos um longo caminho com a Arábia Saudita e superamos muitas dificuldades. Muitos duvidavam que chegaríamos ao primeiro acordo sobre os controles, mas conseguimos", salientou.

    Em 6 de março deste ano, a OPEP e 10 produtores independentes (Azerbaijão, Bahrein, Brunei, Cazaquistão, Sudão e Sudão do Sul) colocaram fim aos controles de produção de petróleo a partir de 1º de abril ao não negociarem uma prorrogação da iniciativa, que estava vigente desde o começo de 2017.

    Enquanto a Rússia e outros produtores independentes defendem manter sem alterações os controles estabelecidos anteriormente, a Arábia Saudita exigia uma redução mais drástica.

    O preço do hidrocarboneto despencou após o anúncio da Arábia Saudita que inundaria o mundo com mais petróleo, agravando o panorama já deteriorado pela fraca demanda do produto devido ao coronavírus.

    O ministro russo de Energia, Aleksandr Novak, sugeriu incluir os Estados Unidos em um novo acordo para estabilizar o mercado.

    Mais:

    Produção de petróleo e de gás natural no Brasil registra queda em fevereiro
    Semana começa com nova queda do barril de petróleo
    Governo perdeu timing para reagir aos efeitos da crise do coronavírus na economia?
    Tags:
    Arábia Saudita, petróleo, economia, Rússia, OPEP
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar