07:07 24 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Economia
    URL curta
    250
    Nos siga no

    Investidores estão preocupados que a economia chinesa e o crescimento econômico global possam sofrer as consequências do surto contínuo de uma nova estirpe de coronavírus.

    Os futuros do S&P 500, um dos mais importantes índices dos EUA, caíram mais de 1% no comércio asiático, devido ao receio da rápida disseminação do novo coronavírus, informou a Reuters.

    De acordo com o site Investing, os futuros do índice do fundo de ações S&P 500 caíram 1,05%.

    A Bloomberg também relatou uma queda nos futuros de ações, enquanto o iene japonês subiu.

    ​No dia 24 de janeiro, os futuros de ações dos EUA sofreram a maior queda desde outubro de 2019.

    Além disso, o vírus afetou os mercados de petróleo, provocando quedas dos futuros de Brent e WTI. Segundo Goldman Sachs, o surto pode reduzir a demanda de petróleo em 260.000 barris por dia e baixar os preços em US$ 3 por barril.

    Crescem as preocupações de que o surto de Wuhan possa prejudicar o crescimento econômico global.

    Riscos generalizados

    O novo coronavírus, apelidado 2019-nCoV pela Organização Mundial de Saúde (OMS), foi identificado no final de dezembro na cidade chinesa de Wuhan, província de Hubei.

    Já foram confirmados casos da doença em países como Tailândia, Austrália, Singapura, França, Malásia, Japão, Coreia do Sul, Taiwan, Estados Unidos, Vietnã, e Nepal.

    Em muitos outros países estão surgindo suspeitas de casos em viajantes que chegam da China.

    Mais:

    Coronavírus: prefeito de Wuhan diz que mais de 5 milhões de pessoas deixaram a cidade
    Qual é o efeito do surto do coronavírus sobre preços do petróleo?
    Por que novo coronavírus é ameaça real para economia chinesa?
    Tags:
    vírus, EUA, China, bolsa, economia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar