13:53 20 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Trader em Wall Street observa queda brusca no índice Dow Jones, em Agosto de 2019.

    Feitiço virou contra feiticeiro: 'surpreendente' efeito das sanções contra Rússia

    © AP Photo / Richard Drew
    Economia
    URL curta
    13863
    Nos siga no

    A política de sanções econômicas imposta contra a Rússia estaria tendo efeitos adversos na economia dos países que a promovem, principalmente nas economias europeias, aponta estudo.

    Os economistas Matthieu Crozet da Universidade Lingnan de Hong Kong e Julian Hinz do Instituto de Kiel de Economia Mundial publicaram recentemente um estudo intitulado "Fogo amigo: o impacto comercial das sanções contra a Rússia e das contramedidas".

    Conforme reportou o jornal alemão Handelsbatt, os países que impuseram sanções contra a Rússia arcam com uns 45% dos custos, enquanto que a Rússia arca com 55%.

    "Em geral, o preço da cesta básica russa subiu 0,2% devido às proibições de importação", aponta o estudo. 

    A União Europeia é a mais afetada dentre os atores estudados e sofre 92% dos danos.

    Um país particularmente prejudicado é a Alemanha. O país europeu arca com 38% das perdas, o que representa uma soma de cerca de US$ 8 bilhões anuais (cerca de R$ 33 bilhões).

    As empresas francesas também sofrem com as sanções, uma vez que suas exportações para a Rússia despencaram. De acordo com os pesquisadores, a França teria compensado "apenas uma pequena parte das perdas" exportando para outros países.

    A economia russa apresenta bons índices macroeconômicos, como baixa inflação, equilíbrio no balanço de pagamentos e reservas internacionais
    © Sputnik / Vladimir Astapkovich
    A economia russa apresenta bons índices macroeconômicos, como baixa inflação, equilíbrio no balanço de pagamentos e reservas internacionais

    Política de sanções econômico-comerciais

    As relações entre Moscou e o chamado Ocidente pioraram desde a incorporação da Crimeia à Rússia, em 2014. A incorporação foi aprovada por referendo popular, com 96% dos votos favoráveis.

    No mesmo ano, os EUA, a União Europeia e alguns aliados aprovaram um pacote de sanções econômico-comerciais contra a Rússia.

    Moscou, por sua vez, aprovou um embargo à importação de alimentos desses países. Em 2018, o Banco Central russo iniciou ainda uma política de desdolarização econômica, a fim de diminuir a exposição da Rússia às sanções econômicas.

    Mais:

    EUA teriam ameaçado aliados com sanções após Índia defender direito de comprar S-400
    OMC aprova autorização de sanções dos EUA contra UE em litígio relativo à Airbus
    Trump promete 'chegada de grandes sanções contra Turquia' em meio a ofensiva na Síria
    Tags:
    contrassanções, sanções, Alemanha, União Europeia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar