06:22 22 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Congresso Nacional

    Com salário mínimo de R$ 1.040, Congresso aprova LDO

    ©Sérgio Lima / Folhapress
    Economia
    URL curta
    130
    Nos siga no

    O Congresso aprovou nesta quarta-feira (9) a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que prevê um salário mínimo nacional de R$ 1.040 em 2020, o que significa que não haverá aumento real. 

    O texto seguirá agora para sanção do presidente Jair Bolsonaro. Até 2019, o salário mínimo era reajustado com base na inflação, calculada pelo Índice de Preço ao Consumidor Amplo (IPCA), e o Produto Interno Bruto (PIB) dos dois anos anteriores.

    Caso o PIB fosse positivo, havia aumento real. O governo, no entanto, não manteve essa política e o salário será reajustado apenas levando em consideração a inflação, segundo o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor). 

    Um destaque ao texto prevendo a manutenção do sistema antigo foi proposto pela bancada do PT, mas rejeitada por 206 votos a 156. Os parlamentares da oposição argumentam que o minimo está sendo congelado. O governo defende o ajuste das contas públicas e diz que o alto desemprego impossibilita um aumento maior. 

    Aumento de 4,2% em relação ao mínimo atual

    O texto da LDO deveria ter sido aprovado antes do recesso de julho, como diz a lei, mas a votação acabou atrasando. 

    Atualmente, o valor do mínimo é de R$ 998. O aumento representa um ganho de 4,2%. O valor de R$ 1.040, no entanto, é uma estimativa, por isso é possível que ainda ocorra alguma variação na quantia.

    O próprio governo, no Projeto da Lei Orçamentária Anual (PLOA) referente ao próximo ano, que ainda tramita no Legislativo, prevê um mínimo de R$ 1.039. O assunto deverá voltar a ser discutido pelos parlamentares até o final do ano. 

    A Lei de Diretrizes Orçamentárias serve como base para a Lei Orçamentária Anual, que é o orçamento propriamente dito.

    Mais:

    O que está por trás das previsões econômicas sombrias do FMI para mundo e Brasil?
    América Latina pode crescer, apesar da Argentina e do Brasil, diz economista
    Brasil ainda segue com perspectiva de PIB per capita em redução, diz economista
    Tags:
    legislativo, Jair Bolsonaro, congresso, orçamento, inflação, economia, salário, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar