10:50 26 Maio 2019
Ouvir Rádio
    Colheita de trigo na região de Krasnodar, Rússia (imagem de arquivo)

    Rússia está vencendo Ocidente na guerra das sanções, revela National Interest

    © Sputnik / Vitaliy Timkiv
    Economia
    URL curta
    14592

    Em seu artigo para a National Interest, a cientista política Judy Twigg declarou que embora as sanções do Ocidente tenham tido como objetivo punir a elite de Moscou, elas estimularam o desenvolvimento econômico e o patriotismo.

    Para Judy Twigg, professora de ciência política na Universidade da Comunidade de Virgínia, as sanções dos EUA e da UE contra a Rússia, impostas em 2014, deveriam punir a Rússia pelas alegadas "ações agressivas" em relação à Ucrânia, mas em vez disso essas medidas restritivas trouxeram vantagens para a economia do país impulsionando, por exemplo, o desenvolvimento do setor agrícola russo.

    A professora lembrou que, em resposta às sanções ocidentais, a Rússia impôs um embargo às importações de determinados produtos alimentares dos países que impuseram sanções contra Moscou. Como resultado, muitos investidores se interessaram pela indústria alimentar russa contribuindo para o desenvolvimento desse setor.

    Por exemplo, a Rússia já se tornou o maior fornecedor do trigo no mercado mundial – a Rússia produz duas vezes mais trigo do que consome. Além disso, a Rússia já tem autossuficiência em carne suína e de frango, que há 5 anos importava em grandes quantidades.

    Twigg aponta também que as recém-introduzidas tarifas americanas contra diferentes bens fazem com que cada vez mais países estejam procurando novos mercados de importação e exportação. Por exemplo, a soja e o girassol russos estão conquistando o mercado chinês, substituindo as exportações americanos a esse mercado.

    A professora prevê que o setor agrícola russo continuará se desenvolvendo, estimulando também outros setores da economia russa. Para Twigg, as medidas restritivas dos países ocidentais apenas beneficiam a economia russa, e nessa guerra das sanções a Rússia está vários passos à frente do Ocidente.

    Mais:

    Rússia pode começar a fornecer trigo para a Venezuela no início de 2017
    Tags:
    agricultura, trigo, sanções, Europa, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar