17:09 24 Março 2019
Ouvir Rádio
    Bandeiras dos países-membros do Brics.

    Reduzindo dependência do Ocidente: BRICS criará seu próprio sistema de pagamento

    © Foto : Rogério Melo/PR
    Economia
    URL curta
    7230

    Um novo sistema unificado de pagamento, chamado BRICS Pay, está sendo criado pelas cincos economias emergentes do grupo – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul.

    Segundo comunicou na sexta-feira (28) o jornal russo Izvestia, citando o Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF, na sigla em inglês), os membros do BRICS querem criar uma carteira online para integrar os sistemas de pagamento de cada país.

    Para que o projeto seja concretizado, o fundo de riqueza da Rússia está trabalhando junto com seus parceiros chineses e indianos, que possuem as tecnologias necessárias para lançar o sistema.

    Em termos técnicos, o serviço se assemelhará aos Apple Pay e Samsung Pay, e isso permitirá que os consumidores paguem com um aplicativo de smartphone, independentemente da moeda da conta do cliente. Além disso, será desenvolvida uma plataforma na nuvem para interligar os sistemas de pagamento nacionais dos países BRICS.

    A versão piloto desse método de pagamento será testada em abril na África do Sul, que aderiu ao bloco em dezembro de 2010, acrescentando o último "S" à sigla do grupo.

    Com a criação desse sistema financeiro, essas cinco economias emergentes poderão reduzir significativamente a dependência de organizações transnacionais de pagamento, o que é importante em meio a tensões geopolíticas, disse o vice-presidente do RDIF.

    O presidente da Câmara de Comércio da Rússia considera a integração dos sistemas de pagamento nacionais uma prioridade máxima para o bloco, dada à volatilidade do mercado financeiro e da taxa de câmbio do dólar.

    Os bancos centrais dos países BRICS, bem como a Organização para Cooperação de Xangai (OCX) e a União Econômica Eurasiática (UEE) liderada pela Rússia, têm trabalhado no desenvolvimento desse sistema conjunto, apesar do Banco Central da Rússia ainda não ter discutido especificamente a criação dessa carteira online.

    Todos os Estados participantes do grupo possuem seus próprios sistemas de pagamento nacionais. A China tem o UnionPay, a Índia desenvolveu o RuPay e o Brasil usa o ELO, enquanto que a Rússia possui o Mir, criado em 2015 após a introdução das sanções ocidentais contra o país.

    Mais:

    Moscou não acredita que presidência de Jair Bolsonaro possa prejudicar BRICS
    Moscou não vê motivos para o Brasil de Bolsonaro desempenhar papel destrutivo no BRICS
    Adorada por contracenar 'Escrava Isaura', Lucélia Santos se torna embaixadora da TV BRICS
    Qual é o futuro do BRICS na era Bolsonaro?
    Tags:
    sistema cambial, pagamento, Fundo de Investimento Direto Russo, BRICS, África do Sul, China, Índia, Rússia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar